Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Serviço Social, Comunicação e Linguagem

Apresentação

No semestre em que o estudante entra nas questões teóricas e metodológicas da formação em Serviço Social é importante estudar a comunicação e a linguagem indispensáveis a toda a comunicação humana. De forma mais intencional, é premente situar a comunicação como instrumento transversal no domínio da interação social para a construção da relação  profissional. A linguagem nas suas diferentes formas é condição de comunicação.

Curso

Serviço Social (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP733-21829

Disciplinas complementares recomendadas

Numa visão holística todas as UCs do Plano de Estudos são complementares contribuindo para a construção de saberes desta formação. Contudo algumas estão mais diretamente relacionadas, no 1º ano destacamos História e Fundamentos do Serviço Social, Teoria e Metodologia do Serviço Social I e os Núcleos de Estudos e Práticas de Serviço Social 1 e 2. 

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. A Interação Social

Comunicação como fundamento da vida social  - teorias

2. Comunicação e Serviço Social

Bases do processo de comunicação - a dimensão profissional

Comunicação interpessoal, face a face, individual e coleiva. A comunicaçao institucional e de massas

Instruentos de comunicação

A imagem

3. A Linguagem no processo comunicacional

As particularidades da comunicação no processo de intervenção e na construção da relação profissinal

4. O poder da linguagem e a linguagem do poder 

5. Comunicação verbal e não verbal 

6. Proximidade e distânciamento - a linguagem do espaço

7. Saber escutar

1. Serviço Social e Interação Social

2. Comunicação - teorias e processo 

3. A Linguagem no processo comunicacional

4. O poder da linguagem e a linguagem do poder 

5. Comunicação não verbal e linguagem do espaço

 

Objetivos

- Compreender os fundamentos da comunicação como dimensão fundamentl e constitutiva da condição humana

- Desenvolver competências de comunicação eficaz nos domínios da relação face a face, institucional e com públicos mais vastos:

-  A comunicação como instrumento de trabalho na interação do SS  particularmente em contextos institucionais e na relação com os sujeitos da acção. 

- Estudar a linguagem e estratégia discursiva como suporte da relação profissional, em diferentes contextos e conjuntura da intervenção social e o papel e poder dos diferentes actores em interação e a influência de valores e diferenças culturais e sociais

- Saber estruturar e apresentar uma comunicação falada e escrita em função dos publicos alvo

- Capacidade discursiva e argumentativa e suas potencialidade num processo de comunicação

- Papeis e poderes dos atores e o peso dos valores e diferenças culturais e sociais.

- Entende proximidade e distância como eixos. de um processo de comunicação e manifestação de poder 

Metodologias de ensino e avaliação

Incide no estudo da comunicação e da linguagem tendo em conta a dimensão do conhecimento teórico através da abordagem de autores de referência destas áreas, bem como os que as relacionam ou aplicam ao SS, dimensão que exige o investimento do docente. Sendo a comunicação e linguagem uma realidade presente em toda a interacção social, privilegiam-se em paralelo estratégias de ensino aprendizagem participativas tendo em conta experiências pessoais ou vividas por cada um. 

Os estudantes produzirão resumos, sínteses ou ensaios, com base em consulta de bibliografia indicada e algumas apresentações em aula com debates orientados. Análise e interpretação crítica de produções orais e escritas em diferentes suportes.

Inovação pedagógica 

Convite à licenciatura de artes performativas - linguagem, sentido e representação

AC:

Teste - 50%

Exercício prático de avaliação temática  - 20%

- Projeto de comunicação (grupo) apresentação e debate -  30%

 

Bibliografia principal

Aristu, J.H. (1991) Acción Comunicativa e Intervención Social, Trabajo Social, Educación, Supervisión, Madrid, Popular.

Cabecinhas, R. & Cunha, L. (2008) Comunicação Intercultural Perspectivas, Dilemas e Desafios, Porto, C. Letras.

Castilho L. (Org.) (1995) ¿Cotidiano e Linguagem: Categorias Constitutivas da Ação Metodológica do SS¿, Exercícios de construções teóricas do Serviço Social, P. Alegre, EDIPUCRS

Conquet, André () Saber escutar, segredo de eficiência, Lisboa, Portico

Rodrigues, A. (1999) As Técnicas da Comunicação e da Informação, Lisboa, Presença..

Rodrigues, I. G. O corpo e a fala. Sinais verbais e não-verbais na interacção face a face, Lisboa, FCG.

Serra, J.Paulo  (2007) Manual de Teoria da Comunicação, UBI

 

Horário de Atendimento

Maria Emília Freitas Ferreira,

Horário de atendimento

2ª feira 17,30-18,30 (com marcação)

Sala