Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Análise e Gestão de Competências

Apresentação

- Compreender a problemática de aquisição de competências numa perspetiva sistémica na organização.

- Avaliar competências e a sua ligação ao sistema de GRH: estratégias técnicas e instrumentos.

- Apreensão de possíveis políticas de avaliação integradas de competências e o entendimento da sua importância para a GRH.

Curso

Gestão e Desenvolvimento de Recursos Humanos (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP619-7133

Disciplinas complementares recomendadas

Concepção e Gestão da Formação, AD e sistemas de recompensas

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Gestão de Competências: Desafios actuais e Complexidade Conceptual

 

2. Função e Competências: Do Conceito de Competência às Competências nas Organizações - Aproximações e Afastamentos. As Competências Individuais e Colectivas

 

3 Bases Conceptuais Para a Construção de um Sistema de Competências

 

4. Modelos de Gestão de Competências

 

5. Desenvolvimento Pessoal, Contrato Psicológico e Carreiras: GRH e a Gestão de Competências ¿ Motivações para a Implementação de um Plano

 

6. Da Relação Entre Gestão de Competências E Comportamento Organizacional, Como Fontes Primárias, Ao Desenho de Um Plano e à sua Concretização (Principais Fases)

 

Objetivos

- Compreender a noção de competência em largo espectro, em relação dinâmica com outros conceitos basilares como os de qualificação, ou aptidão.

- Analisar os elementos-chave que integram um modelo de gestão baseado em competências.

- Desenvolver um sistema de gestão por competências.

- Classificar e avaliar as técnicas destinadas à avaliação de competências.

- Propor e justificar os planos de desenvolvimento de competências pessoais e organizacionais.

Metodologias de ensino e avaliação

Em relação às metodologias de avaliação contínua realizar-se-á um estudo de caso ou um exercício de reflexão (20%) e avaliar-se-á a participação activa em sala de aula (20%).

Será também realizado trabalho (40%) que será apresentado e defendido pelos alunos (20%).

 

Prática inovadora: acompanhar e estimular criação de planos de GC.

Bibliografia principal

· Cabral-Cardoso, C., Estevão, C. V., & Silva, P. (2006). Competências transversais dos

  diplomados do Ensino Superior. Guimarães: TecMinho.

· Cascão, F. (2004). Entre a gestão de competências e a gestão do conhecimento: um

  estudo exploratório de inovação na gestão das pessoas. Lisboa: Editora RH.

· Ceitil, M. (2007). Gestão e Desenvolvimento de Competências. Lisboa: Edições

  Sílabo.

· Gomes, J., Cunha, M., Rego, A., Campos e Cunha, R., Cabral-Cardoso, C., &

  Marques, C. (2010). Manual de Gestão de Pessoas e do Capital Humano. Lisboa:

  Sílabo

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala