Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Riscos Tecnológicos e Sociais

Curso

Engenharia de Proteção Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP928-13651

Disciplinas complementares recomendadas

Riscos Naturais e Ambientais.

Gestão de Risco.

Planeamento de Emergêrncia.

Cartografia de Risco.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

- Conceitos de risco tecnológico, risco social e risco biológico;

- Tipos de riscos tecnológicos: substâncias perigosas em indústrias e armazenagens; transporte de mercadorias perigosas, gasodutos e oleodutos; emergências radiológicas e ameaças NRBQ; riscos associados ao transporte (rodoviário, ferroviário, marítimo e aéreo);

- Acidentes industriais graves;

- Tipos de risco sociais: fome, ordem pública, terrorismo, ação humana de suicídio em massa;

- Diretivas comunitárias e legislação sobre os riscos tecnológicos;

- Medidas preventivas;

- Métodos de modelação, avaliação e categorização de risco tecnológico.

Objetivos

- Fornecer os conceitos básicos relacionados com os riscos tecnológicos e sociais;

- Estimular os alunos na identificação e interpretação dos diferentes tipos de riscos tecnológicos e sociais;

- Conhecer os programas nacionais e sua integração com os desenvolvidos a nível internacional sobre os riscos tecnológicos e sociais;

- Identificar métodos de análise, modelação e avaliação das consequências de um acidente tecnológico;

- Identificar e caracterizar os diferentes tipos de riscos tecnológicos e sociais;

- Conhecer as diretivas comunitárias e a legislação portuguesa sobre riscos tecnológicos e sociais;

- Identificar as medidas preventivas para a mitigação do risco e reconhecer as dificuldades inerentes à sua implementação;

- Identificar áreas que potencialmente possam ser afectadas por riscos tecnológicos.

Metodologias de ensino e avaliação

Os métodos de ensino-aprendizagem serão baseados no trabalho desenvolvido em sala de aula, no estudo e na pesquisa/consulta de bibliografia pelo estudante. Durante as sessões, o docente fará a apresentação e a discussão dos conteúdos programáticos, com aplicação dos conhecimentos adquiridos a situações concretas apresentadas. Os estudantes serão envolvidos na discussão dos temas em análise e na resolução de exercícios ou problemas propostos, bem como lhes será solicitado realização de trabalho fora da sala de aula. Em determinados momentos, exigir-se-á do estudante, individualmente ou em grupo, a exposição e a defesa oral do seu trabalho. As horas de OT são dedicadas ao apoio ao estudante. 

AVALIAÇÃO: Continua, com realização de dois testes escritos (25%+25%) e de um trabalho de investigação interdisciplinar (P2I) (50%) envolvendo outras UC do 2.º ano. 

Em caso de confinamento imputado ao contexto de pandemia, as aulas serão lecionadas remotamente com recurso à plataforma ZOOM ou TEAMS. 

Bibliografia principal

  • ANEPC (2019) Avaliação Nacional de Risco
  • ANPC (2011) Manual de Intervenção em Emergências com Matérias Perigosas - Químicas, Biológicas e Radiológicas, ANPC.
  • ANPC (2016) Guia da Informação para a Elaboração do Plano de Emergência Externo (Diretiva Seveso III). Caderno Técnico II.
  • APA (2011) Guia para a integração da prevenção de acidentes graves na avaliação ambiental estratégica dos Planos Municipais de Ordenamento do Território.
  • GOW, H.B.F. KAY, R.W. (2005) Emergency planning for industrial hazards. Elsevier.
  • HADDOW, G.; BULLOCK, J., COPPOLA DAMON, P. (2013) Introduction to Emergency Management,Fifth Edition. Butterworth-Heinemann.
  • LOURENÇO, L. & CASTRO, F. (2020). Catástrofes Antrópicas: uma aproximação integral, IUC, 520 p.
  • PROSKE, D. (2008) Catalogue of Risks, Natural, Technical, Social and Health Risks.
  • UNECE (2019) ADR - Acordo Europeu relativo ao Transporte Internacional de Mercadorias Perigosas por Estrada.

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala