Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Gestão de Crises

Apresentação

Conhecer os conceitos fundamentais usados na gestão de crises evidenciando a importância das técnicas e dos processsos empregues.

Curso

Engenharia de Proteção Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP928-6503

Disciplinas complementares recomendadas

NA.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Revisão de conceitos fundamentais: risco, perigo, crise, vulnerabilidade, resiliência. Desastre. Identificação, análise e gestão do risco.

2. Gestão de crises em Proteção Civil.

- Perspetivas operacional, comunicacional e a integral.

- Elementos que definem a situação de crise.

- Objetivos principais do método de gestão de crises.

- Fases do processo de gestão de crises.

- Sistema Nacional de Gestão de Crises.

- Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS).

- Gestão de crises e cooperação internacional.

3. Administração e logística.

- Inventariação, registo e gestão de meios e recursos de proteção e socorro de sustentação às operações e de apoio às populações.

- Tecnologias de monitorização de meios e recursos operacionais.

4. A comunicação pública da crise. Produção de informação e respectiva comunicação em cenários de emergência de protecção civil.

Objetivos

Conhecer os conceitos fundamentais usados na gestão de crises evidenciando a importância das técnicas e dos processsos empregues. Assumir os principais pilares da gestão de crises e a importância da comunicação e da administração de meios em situações de crise, seja no apoio logístico às forças de intervenção, seja no apoio logístico às populações.

Saber organizar e gerir meios e recursos em situação de emergência. Conhecer e saber relacionar as Diretivas Operacionais Nacionais (DON nº 1,2,3 4)) e a Diretiva Operacional Nacional relativa ao Estado de Alerta Especial com o Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS).

Conhecer conceitos, métodos e instrumentos essenciais à produção de informação e respectiva comunicação pública em cenários de emergência de protecção civil.

Metodologias de ensino e avaliação

Os métodos de ensino e aprendizagem serão baseados na exposição das matérias pelo docentes e no trabalho desenvolvido nas aulas pelo estudante, bem como no trabalho deste em contexto não presencial. Os estudantes serão envolvidos na discussão de temas e casos de estudo, bem como na resolução prática de exercícios ou problemas. A avaliação será de tipo misto. Os elementos de avaliação consistem em duas provas escritas (35%+35%) e na apresentação e defesa de um trabalho individual (30%). A avaliação semestral, será ajustada cumulativamente, pela assiduidade e participação dos estudantes em sala de aula.

A unidade curricular foi planeada para ensino presencial ou remoto, podendo passar do primeiro ao segundo sem limitações.

Bibliografia principal

CRISELL, Andrew (1986). Understandig Radio. Methuen & Co., London

CÉSAR, Cyro (1989). Como Falar no Rádio. Ibrasa, S. Paulo.

Faugéres, Lucien (1990). La dimension des faits et la théorie des risques.Le risque et la crise, Malta, Foundations for Internacional Studies, p.31-60

Alexander, David (2001). Principles of Emergengy Planning and Management, p.1-329

W. Timothy Coombs (2007). Ongoing Crisis Communication, Planning, Managing and Responding, 2nd Ed.; SAGE

Almeida, Salvador (2012). Reabilitação e Segurança do Centro Histórico de VN Gaia. Um Projeto de Proteção Civil (http://hdl.handle.net/10316/21297)

Dauphiné, André (2013). Risques et Catastrophes. Observer - Spatializer - Comprendre - Gérer, Paris, Armand Colin, 2ª Édition, 411p

DON nº1 (2010), nº2 (2021), DON n.3 (2010) e DON nº4 (2013),  ANPC

Cadernos Técnicos PROCIV nºs 8 a 11 e 23

CHARON, Yvan. A Entrevista na Televisão. Inquérito, Mem Martins, sd

GANZ, Pierre. A Reportagem em Rádio e Televisão. Inquérito, Mem Martins, sd

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala