Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

História da Comunicação

Apresentação

Parte-se do princípio que, no âmbito da história humana, um conjunto de ferramentas, técnicas e protocolos de comunicação constituiram (e constituem) essa própria história, tanto no modo como alteraram a cultura, a sociedade e a percepção/consciência humanas, como no modo como definem, enquanto artefactos, modos de apresentação e de acesso a essa história. Da linguagem e da escrita aos computadores e às redes cibernéticas, passando por relógios, calendários, torres, a perspectiva ou a meteorologia, todos estes dispositivos medialógicos determinaram paradigmas de relação - verbal e não verbal - entre os humanos e entre os humanos e o mundo. Esta Unidade Curricular procura traçar a evolução histórica destes modos materiais de configuração da comunicação ao longo da história, identificando momentos chave desse curso.

Curso

Ciências da Comunicação (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP451-3761

Disciplinas complementares recomendadas

Epistemologia da Comunicação.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

0. Pressupostos de uma história materialista da comunicação

 

1. Oralidade

O grau zero da comunicação

A ritualização do mundo

 

2. Alfabeto e Escrita

"Do mundo mágico da audição para o mundo neutro da visão"

A escrita como ordem e como pharmakon 

 

3. Livro

Volumen - codex - volumen

A biblioteca e a legibilidade do mundo

 

4. Imprensa

De Guttenberg a Lutero

A fundação do mundo moderno e a circulação do conhecimento

 

5. Electromagnetismo, som e media atmosféricos

A natureza como "transmissor" originário

A distribuição da realidade sensível ao domicílio

 

6. Fotografia e Cinema

A multiplicação das imagens e a gravação do tempo

A redescoberta do óptico e os (novos) motivos do real

 

7. Rádio e Televisão

O paradigma dos meios de comunicação de massa

"Drama para uma sociedade dramatizada" 

 

8. Computador e Internet

De JM. Jaquard e C. Babbage a A. Turing e V. Bush

Descentralização e globalização

Interacionismo social (Web 2.0) e automação maquínica (Web 3.0)

Objetivos

- Identificar e enquadrar, através dos dispositivos técnicos que os determinaram, os principais paradigmas da história da comunicação (verbal e não verbal) e da produção de conhecimento

- Promover capacidades de análise e de reflexão sobre as relações mútuas entre a produção cultural de significado e a evolução das materialidades técnicas que pré-determinam essa produção

- Problematizar a contemporaneidade enquanto época cuja condição tecnológica é decisivamente determinada por meios de registo, transmissão e processamento automático de comunicação e de informação.

 

Metodologias de ensino e avaliação

Exposição e discussão das matérias programadas, a partir de textos escolhidos e de estudos de caso que ilustrem os temas em discussão. 

Regime de avaliação contínua de acordo com o Regulamento Pedagógico da ULP.

Bibliografia principal

Benjamin, W. (1936) ¿A obra de arte na e¿poca da sua possibilidade de reproduc¿a¿o te¿cnica.¿ In A Modernidade. Ed. e Trad. Joa¿o Barrento. Lisboa: Assi¿rio & Alvim, 2007

 

Bogalheiro, M. "Para lá dos meios e dos fins: um epítome da ontologia dos media". In Crítica das Mediações Totais - Perspectivas expandidas dos media, Ed. M. Bogalheiro. Lisboa: Documenta, 2020

 

Chartier, R. (1992) A Ordem dos Livros. Lisboa: Vega, 1997

 

Hu, T-H. The Prehistory of the Cloud. Cambridge: The MIT Press, 2015

 

Hugo, V. (1831) "Isto matará aquilo". In Notre-Dame de Paris. Lisboa: Relógio d'Água, 2020

 

Kittler, F. (1986) Gramophone, Film, Typewritter. Stanford: Stanford University Press, 1999

 

McLuhan, M. (1962) A Galáxia de Gutenberg. Universidade de São Paulo, 1972

 

Peters, J. D. The Marvelous Clouds. Chicago: University of Chicago Press, 2015

 

Platão. Fedro. Lisboa: Edições 70, 2009

 

Valéry, P. (1928) "A Conquista da Ubiquidade". In Revista de Comunicação e Linguagens, 34/35. Lisboa: Relógio d'Água, 2005

 

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Manuel Bogalheiro

Sextas-feiras, 14h - 16h

A designar mediante a marcação por e-mail