Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Projeto Catapulta - Reportagem

Promover a inclusão social e escolar das crianças e jovens do Centro Histórico do Porto



Promover a inclusão social e escolar das crianças e jovens do Centro Histórico do Porto, apoiando-os na construção do seu percurso escolar e/ou de cidadania, desenvolvendo as suas capacidades pessoais e sociais a partir da valorização da sua origem e identidade.

O Projeto "Catapulta" é promovido pelo Movimento SOS Racismo - na freguesia da Sé do Porto. Este projeto tem como principais objetivos promover a inclusão social de jovens da freguesia da Sé e zonas adjacentes, apoiando-os na construção do seu percurso escolar ou profissional e desenvolver as suas competências pessoais e sociais, valorizando a sua origem e identidade. Tem como principais destinatários jovens entre os 11 e os 24 anos residentes na zona histórica. "o projeto catapulta é um projeto de intervenção social e comunitário que trabalha com crianças que estão em risco de exclusão social e, através de métodos de educação/ informação, (...) gera percursos alternativos de vida através da inclusão social."

Patrícia Martins, moderadora desta palestra, nasceu no Porto onde vive e trabalha, atualmente. Técnica de intervenção comunitária, desenvolve o seu trabalho com crianças e jovens do centro histórico do Porto no âmbito do Projeto Catapulta, um projeto financiado pelo Programa Escolhas e promovido pela associação SOS Racismo. Já trabalhou como técnica na área da Psicologia com jovens adultos/as numa clínica de tratamento de pessoas com dependências. O seu percurso académico passa pelo curso de Psicologia e Mestrado em Psicologia da Justiça na Universidade do Minho. É, neste seguimento, questiona sobre quão importante é para ela trazer este tipo de temáticas para a comunidade académica. "durante o meu percurso não tive tanto esta oportunidade (...) nunca tive grande oportunidade de perceber de uma forma mais descontraída forma de ser mais interventiva na sociedade."

Participou entre os anos 2012-2014 em projetos de intercâmbio do programa Erasmus + sobre as temáticas LGBT, anti-ciganismo e anti-semitismo, na Europa. Frequentou diversas formações de interpretação serviço educativo da companhia Visões Úteis, ESMAE e Academia Contemporânea do Espetáculo. Está ligada ao associativismo e ativismo: integra os Precários Inflexíveis- associação de combate à precariedade; a plataforma de ativistas feministas Parar o Machismo|Construir a Igualdade e a organização da Marcha do Orgulho LGBT+, do Porto. Entre 2015- 2017 dinamizou o Contrabando-espaço associativo, um espaço dedicado ao ativismo e à divulgação da cultura artística alternativa.

Joana Cabral, moderadora numa fase mais adiantada do evento, é licenciada em psicologia, com especialização em Consulta Psicológica de Jovens e a Adultos, pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP). Tem, também, doutoramento em Psicologia pela FPCEUP. Debruça a sua atenção sobre os temas da vinculação, relações precoces e desenvolvimento, regulação emocional e violência nas relações românticas e ainda da desigualdade.