Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Seminários de Proteção Civil e Segurança

Curso

Cartografia de Risco e Planeamento de Proteção Civil (PG) (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Pós-Graduação | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 45

Código

ULP2558-17009

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Sem prejuizo de outros sobre temáticas que a dinâmica do tempo e dos processos possa justificar de futuro, na primeira edição do curso está prevista a realização dos seguintes Seminários, sempre contando com um ou mais oradores convidados e a moderação pelo docente responsável pela UC ou por individualidade também convidada para o efeito:
1. ¿A Proteção Civil como fator de coesão social e de desenvolvimento económico¿.
2. ¿Os Incêndios florestais em busca de um novo paradigma¿.
3. ¿Os incêndios urbanos e industriais¿.
4. ¿Acidentes com matérias perigosas¿.
5. ¿Lições aprendidas em acidentes rodoviários¿.
6. ¿Prevenção e proteção das construções contra riscos rísmicos¿.
7. ¿A comunicação e as catástrofes¿.

Objetivos

Levar a efeito um conjunto de seminários apresentados por investigadores e especialistas de reconhecida competência em matéria de proteção cicil, salientando a inovação e a evolução científica em temáticas fundamentais com o objetivo de incorporar no curso perspetivas e experiências concretas para reflexão complementar por parte dos estudantes. Pretende-se aprofundar o conhecimento transversal em domínios críticos da proteção civil por parte dos estudantes e testar as suas aptidões e competências para os compreenderem melhor, bem como treinar as suas capacidades os aprofundarem.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No final da UC, os estudantes devem evidenciar conhecimento específico e uma opinião crítica sobre os temas abordados, bem como a sua capacidade para reunir, interpretar e sintetizar informação complementar relevante sobre os mesmos, através da produção de documentos síntese devidamente fundamentados e referenciados que constituirão elementos base na avaliação.

Metodologias de ensino e avaliação

Para cada seminário serão convidados personalidades de reconhecido mérito no tema em destaque, sem prejuízo da reunião de visões contraditórias. A sessão seguirá sob a moderação do docente responsável da unidade curricular ou de moderador também convidado. Para cada tema serão escolhidos os assuntos a tratar, havendo a possibilidade de perguntas e respostas após o(s) conferencista(s) apresentarem o tema. Cada seminário terá uma duração de duas horas, intercalando-se, entre seminários consecutivos, uma aula, também de duas horas, destinada a uma reflexão em sala.
No prazo de 15 dias após cada seminário, cada estudante apresentará um relatório, em formato ¿Artigo científico¿ com a sua apreciação e investigação pessoal relativas ao tema. O ¿Artigo científico¿ terá no máximo 8 páginas e será avaliado pelo docente. A avaliação será do tipo contínuo e, para cada estudante, resultará da média aritmética das classificações obtidas nos vários relatórios, sem recurso para exame final.

Bibliografia principal

Beck, Ulrich (2002) Sociedad del riesgo, Barcelona: Ed. Paidos.
Cadernos Técnicos PROCIV nº 8 a 11 e 23 ¿ ANPC.
Dauphiné, André et Colin, Armand (2013), ¿Risques et Catastrophes. Observer ¿ Spatializer ¿ Comprendre ¿ Gérer¿, 2ª edição, Paris.
Diretiva Operacional nº1, 2, 3 e 4 ¿ ANPC.
Faugères, Lucien (1990), ¿La dimension des faits et la théorie des risques. Le Risque et la Crise¿, Malta, Foudations for Internacional Studies, p. 31-60;
Gonçalves, A.B. e Vieira, António (2013) ¿ ¿Grandes Incêndios Florestais, Erosão, Degradação e Medidas de Recuperação dos Solos. Núcleo de Investigação em Geografia e Planeamento-U.Minho, 2013.
Manual de Intervenção em Emergências de Matérias Perigosas; ANPC (2011);
Rebelo, Fernando (2003), ¿Riscos Naturais e Ação Antrópica¿, 2ª edição, Coimbra.
Tedim, F. e Paton, Douglas (2011), ¿A Dimensão Social dos Incêndios Florestais. Para uma Gestão Integrada e Sustentável.¿ Edição Estratégias Criativas.
Outra, no contexto de cada seminário.