Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Cartografia de Risco II

Curso

Cartografia de Risco e Planeamento de Proteção Civil (PG) (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Pós-Graduação | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 45

Código

ULP2558-17010

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Processos tecnológicos.
1.1. Métodos de modelação do risco tecnológico.
1.2. Processos de avaliação e categorização de risco tecnológico.
2. Riscos mistos: incêndios florestais.
2.2. Cartografia de risco de incêndio florestal
3. Cartografia da vulnerabilidade e cartografia do risco. Avaliação do grau de perda e dano potencial.
4. Avaliação do risco específico e risco total.
5. Casos de estudo.
6. Cartografia, prevenção, perceção e ordenamento do território.

Objetivos

Os objetivos da UC são:
- Compreender as metodologias de elaboração da cartografia de riscos tecnológicos e mistos
- Identificar áreas de risco.
- Integrar a informação sobre a dinâmica do meio físico com a identificação de risco.
- Modelação de cartografia de risco tecnológico e misto em ambiente SIG.
- Introduzir a problemática do risco no planeamento de emergência.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Para além do reforço das capacidades de análise, de organização e planificação, de auto-aprendizagem autónoa e adaptabilidade a novas situações, no final da UC os estudantes devem ser capazes de:
- Conhecer e aplicar diversos métodos de cartografia de riscos tecnológicos e mistos.
- Desenvolver competências relacionadas com a identificação de áreas de risco.
- Relacionar a dinâmica do meio físico com a identificação de risco.
- Compreender a dinâmica do meio físico, integrando-a em ambiente SIG.
- Articular a problemática do risco com os processos de planeamento de emergência.
- Produzir cartas de risco tecnológico e misto.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas são constituídas por apresentações teóricas onde se caracterizam os temas e metodologias a desenvolver e por exercícios de aplicação prática através de métodos de produção cartográfica, usando software SIG. Serão executados exercícios com diferentes metodologias de construção de cartografia de risco para vários processos danosos.
A avaliação será contínua, baseada num trabalho prático (60%) e uma prova individual escrita (40%). O trabalho prático é objeto de duas apresentações. A primeira sobre o estado atual dos conhecimentos sobre o tema em análise, objetivos e metodologias a desenvolver. A segunda corresponde à apresentação final do trabalho incluindo a respetiva cartografia de risco. O estudante não pode faltar a mais que 30% das aulas. As componentes de avaliação contínua correspondentes a provas individuais escritas são passíveis de recurso para um exame final escrito com peso para a classificação final, natureza e complexidade equivalentes aos das provas realizadas.

Bibliografia principal

Altan, O.; Backhaus, R.; Boccardo, P.; Zlatanova, S. (Eds.) (2010). Geoinformation for Disaster and Risk Management. Examples and Best Practices, 2010.
ANPC (2009) - Guia para a Caracterização de Risco no Âmbito da Elaboração de Planos de Emergência de Proteção Civil, Cadernos Técnicos PROCIV, nº 9, Lisboa.
ANPC (2008). Guia da Informação para a Elaboração do Plano de Emergência Externo (Diretiva ¿Seveso II¿). Cadernos Técnicos Prociv, ANPC.
ANPC (2011). Manual de Intervenção em Emergências com Matérias Perigosas ¿ Químicas, Biológicas e Radiológicas, ANPC.
Gow, H.B.F. Kay, R.W. (2005) Emergency planning for industrial hazards. Elsevier.
Julião, R.P. et al. (2009). Guia metodológico para a produção de cartografia municipal de risco e para a criação de SIG de base municipal. ANPC, DGOTDU, IGP.
Verde, J. C. (2015) - Perigosidade e risco de incêndio florestal e rural. Doutoramento em Geografia, Universidade de Lisboa, 2015.