Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Sessão Solene de Abertura do Ano Letivo 2018/2019

Reportagem do dia que marcou o início de um novo ano letivo na Universidade Lusófona do Porto.



Ansiado por toda a comunidade académica, o dia que marca o início de um novo ano letivo na Universidade Lusófona do Porto, foi celebrado com esperança. Um ano novo que é encarado com energias renovadas, segunda a mensagem que foi recalcada nas mensagens orais, ecoadas pelo Salão Nobre. "Um ano novo no qual as nossas instituições e comunidades investirão novos esforços para um futuro melhor para as novas gerações (...)", reiterou Manuel de Almeida Damásio. O enaltecimento ao trabalho árduo e a dedicação de todos que dela fazem parte, em especial alunos, assistentes operacionais "fundamentais para o funcionamento da escola", professores e, desde sempre, os pais, num papel subentendido. Com um aumento nas inscrições de novos alunos, a ULP arrancou, assim, o novo ano letivo.

Numa altura em que a Universidade do Porto, segundo o jornal Publico e/ou JPN - Jornalismo Porto Net- continua com motivos para sorrir perante a pauta das colocações da primeira fase do Concurso Nacional de Acesso. Nos resultados ao nível nacional, a instituição tem quatro dos seis cursos com média mais elevada do país. Resultando num aumento do movimento académico da invicta. Também a Lusófona do Porto, registou números bem positivos no âmbito da ingressão de novos alunos, na academia. No discurso do Professor Doutor Manuel de Almeida Damásio- administrador da ULP e Presidente da Direção da Entidade Instituidora (Cofac)-, foi destacado que a academia precisa de "pessoas atentas sabem distinguir a diferença entre ouvir e escutar, entre ver e observar (...) É igualmente importante saber dar o exemplo, ser honesto, pontual e fazer um pouco mais do que aquilo que se é pedido."

Desafio imposto pelos novos tempos e as exigências de um novo mundo, em contante movimento, fala-se frequentemente do alcance de novas metas: a atualização informática e tecnológica; interação com os membros políticos e comunitários da cidade; criação de recentes licenciaturas, mestrados ou doutoramento e, também, pós-graduações, que são, segundo o administrador da ULP, medidas para "a promoção do sucesso escolar dos alunos", ao proporcionar melhores condições de trabalho a docentes ou não docentes.

A Professora Doutora Isabel Babo, Reitora da ULP, acentuou que um ano letivo é uma jornada de reflorescimento. Requer um sentido de trabalho, que mais tarde será gratificante, onde são necessários "sentido de compromisso, perseverança, cooperação, dedicação e responsabilidade". Garantindo que só assim se irá reunir as condições necessárias para construir um futuro promissor para todos. Lança também o desafio a todos os ouvintes para uma aposta no desempenho académico e desenvolvimento cívico, participando ativamente na vida académica e sendo um membro ativo e pensador da sociedade. Potenciando uma sociedade de vivências culturais e educacionais, interessantes para o pensamento coletivo.

Na intervenção de João Ochôa, Presidente da Associação de Estudantes da Instituição, este mostrou uma abertura de portas para os novos membros da académica e da instituição, deixando bem clara a mensagem que deu e ainda dá força à associação Lusófona do Porto, resgatando o ideal da associação de estudantes, A.E.U.L.P. - "De Estudantes para Estudantes".

A sessão encerrou com a atuação do grupo coral da instituição.

Oração de sapiência - O Papel da Universidade para os Problemas do Nosso Tempo | António Tavares