Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Relação entre atividade física e a função executiva, especialmente na população pré-escolar

Assista ao resumo da sessão que contou com a participação da Prof.ª Doutora Clarice Martins



A Universidade Lusófona do Porto tem proporcionado, ao longo da época de pandemia que se vive nos dias de hoje, o Ciclo de Seminários em Exercício e Saúde com vista a debater o papel do exercício físico na saúde.

Na sessão os alunos e professores participantes puderam contar com a presença da Professora Doutora da Universidade Federal da Paraíba, Clarice Martins, que veio abordar a relação entre a atividade física e a função executiva, com especial atenção para as crianças na fase pré-escola.

A convidada veio partilhar com a comunidade lusófona a sua experiência, o seu estudo e reflexões sobre a "importância de se pensar na atividade física na primeira infância", tendo como principal foco a função executiva das crianças.

A função executiva de uma pessoa está, segundo Clarice Martins, ligada à resolução de problemas e "tem uma associação muito grande, por exemplo, com o rendimento escolar, com o coeficiente de inteligência, com o sucesso académico e profissional, na idade adulta." Por outro lado, a oradora defende, que a "a maior janela de abertura desta função é na primeira infância".

Segundo Clarice Martins, "a atividade física é um dos grandes fatores que podem potenciar a função executiva". Defende, assim, que a fase pré-escolar, onde as crianças têm uma grande predisposição ao exercício, é a fase onde mais se deve potenciar o desenvolvimento desta função.

As sessões do Ciclo de Seminários em Exercício e Saúde têm decorrido online e há sempre espaço ao debate, onde os participantes são convidados a colocar as suas questões e esclarecer as suas dúvidas.

Por Renata Andrade