Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Projeto "Da universidade para a tua escola"

Um projeto de divulgação de ciência que pretende promover parcerias de cooperação científica entre a ULP e escolas secundárias

ciencia-viva

Da universidade para a tua escola
do programa ESCOLHER CIÊNCIA do Ciência Viva

Professora responsável

Prof. Doutora Cândida Manuel
cmmanuel@ulp.pt

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Naturais, Engenharias e Tecnologias (FCNET)

Este projeto de divulgação de ciência pretende promover parcerias de cooperação científica entre a Universidade Lusófona do Porto (ULP) e escolas secundárias públicas e privadas, numa perspetiva de partilha de recursos e de estímulo ao prosseguimento de estudos em áreas científicas e tecnológicas.

As escolas secundárias parceiras da ULP neste projeto são:

  • Colégio dos Carvalhos
  • Colégio do Rosário
  • Colégio Salesianos
  • Escola Secundária Alexandre Herculano
  • Escola Secundária Ermesinde
  • Escola Secundária Gondomar
  • Grande Colégio Universal

O projeto é constituído por 18 atividades de ensino experimental e demonstrativo nas áreas História, Química, Biologia, Física e Informática para serem realizadas em contexto de sala de aula ou laboratório ou de visitas no estabelecimento do ensino secundário, envolvendo temas apelativos e atuais, como um show da química, a microencapsulação de compostos, as energias renováveis, a robótica, a poluição do ambiente (formação das chuvas ácidas), os microrganismos que vivem à nossa volta e o seu controlo, os novos desafios da computação gráfica e até como gerir uma equipa a fazer um jogo de computador. 

Estas atividades foram realizadas por docentes, investigadores e alunos da universidade nos anos letivos de 2013/14 e 2014/15 para os alunos do 10.º ao 12.º anos nas suas escolas secundárias (em sala de aula, laboratório ou anfiteatro) sendo totalmente financiadas pelo Ciência Viva. Nos anos que se seguiram até aos dias de hoje, as atividades continuam a ser oferecidas, mas sendo totalmente financiadas pela Universidade Lusófona do Porto.

Tabela 1

 

Lista das atividades e respetivos docentes responsáveis.
ÁREA: HISTÓRIA: CIDADE DO PORTONº/ anoDocente responsável
Atividade H.1 O crescimento da cidade do Porto António Deus
Atividade H.2 Os estilos arquitetónicos da Cidade do Porto António Deus
Atividade H.3 Qualidade de vida na Cidade do Porto António Deus
ÁREA: QUÍMICA  
Atividade Q.1 Show da Química Cândida Manuel
Atividade Q.2 Microencapsulação. Pérolas de alginato Cândida Manuel
Atividade Q.3 Preparação de indicadores de pH Cândida Manuel
Atividade Q.4 Chuvas ácidas e a magia das palavras Sónia Castro
ÁREA: FÍSICA  
Atividade F.1 Demonstração de campos magnéticos e aplicações Cândida Manuel
Atividade F.2 Energias renováveis: Conversão da energia solar em eletricidade Fernanda Resende
Atividade F.3 Energias renováveis: Sistemas híbridos com células de combustível Fernanda Resende
Atividade F.4 Demonstração da utilização de robôs José Lobinho Gomes
Atividade F.5 Análise do Comportamento das estruturas Hugo Rodrigues
ÁREA: BIOLOGIA  
Atividade B.1 Observação da célula procariótica - morfologia bacteriana Kalina Samardjieva
Atividade B.2 Controlo do crescimento microbiano: radiação ultravioleta Kalina Samardjieva
Atividade B.3 A utilização de compostos químicos no controlo dos microrganismos Kalina Samardjieva
ÁREA: INFORMÁTICA  
Atividade I.1 Metodologias de desenvolvimento do software Ricardo Almeida
Atividade I.2 Gestão e motivação de equipas de desenvolvimento de software Ricardo Almeida
Atividade I.3 Os novos desafios da computação gráfica Hugo Pires

IMPACTO DO PROJETO NOS ALUNOS E PROFESSORES

Conforme definido com o Ciência Viva, o impacto do projeto foi avaliado nos anos 2013/14 e 2014/15, através de inquéritos aos alunos e professores no final de cada atividade, cujos resultados são apresentados de seguida.
De forma global e relativamente ao inquérito dos docentes, pode dizer-se que praticamente todos gostaram dos temas abordados considerando-os apelativos, claros, enriquecedores em termos de novos conhecimentos e que até os aconselhariam a outros colegas. Consideraram que estas atividades iriam motivar os seus alunos para o estudo das ciências e novas tecnologias.
Os alunos por sua vez quando questionados se gostaram da atividade, e se a acharam clara, apelativa e enriquecedora em termos de conhecimentos deram respostas na média acima de 4. Aconselhariam as atividades a outros colegas seus e cerca de 82,5% achou que ficaram mais motivados pelo estudo da Ciência e Tecnologia.
Na verdade os resultados acima indicados são corroborados pelo facto de terem sido indicadas como sugestões futuras concordantes, ou seja, queriam mais atividades maioritariamente práticas realizadas na sua escola e mais visitas de estudo à universidade.

Resultados dos inquéritos dos professores

(com respostas na escala de valores de 1 a 5 em que o 5 é a cotação máxima; os resultados são indicados pela média e o desvio padrão)

  1. O tema abordado foi interessante e apelativo?
    4,9(0,3)
  2. A atividade permitiu adquirir novos conhecimentos?
    4,8(0,6)
  3. Os assuntos abordados foram apresentados com clareza?
    4,9(0,3)
  4. Recomendaria esta atividade aos seus colegas?
    4,9(0,3)
  5. Como avalia globalmente a vivência desta atividade?
    4,9(0,3)

Motivação pela ciência nos seus alunos?
100%(SIM)  e  0%(NÃO)

Sugestões (mais comuns):

  • Realização de mais experiências nas escolas nas mesmas áreas ou em outras tecnológicas;
  • Realização de atividades na universidade;
  • Visita de estudo à universidade;
  • Realização de feiras de ciência, vídeos lúdicos e/ou interativos, concursos científicos.

Resultados dos inquéritos dos alunos

(com respostas na escala de valores de 1 a 5 em que o 5 é a cotação máxima; os resultados são indicados com a média e o desvio padrão)

  1. O tema abordado foi interessante e apelativo?
    4,2(0,6)       
  2. A atividade permitiu-te adquirir novos conhecimentos?
    4,3(0,8)       
  3. Os assuntos abordados foram apresentados com clareza?
    4,5(0,6)       
  4. Recomendarias esta atividade aos seus colegas?
    4,3(0,7)       
  5. Como avalias globalmente a vivência desta atividade?
    4,4(0,6)       

Motivação pela ciência(Sim/Não)
82,5% (SIM)  e   15,5% (NAO)

Sugestões (mais comuns):

  • Realização de mais experiências nas escolas nas mesmas áreas ou em outras tecnológicas;
  • Realização de atividades na universidade;
  • Visita de estudo à universidade;       
  • Realização de feiras de ciência, vídeos lúdicos e/ou interativos, concursos científicos.   
Alguns registos fotográficos

Ferver água sem fogo

pic1

Levitação do anel

pic2

Bebidas fumegantes

pic3

Robótica

pic4

Utilização de energia renováveis

pic5

Brasão da cidade do Porto

pic6

Urbanismo medieval

pic7