Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Estudantes da ULP sobem ao palco com "Top Girls" de Caryl Churchill

As atrizes trouxeram uma abordagem ao feminismo e patriarcado encenado por Nuno M. Cardoso.



No passado dia 12 de outubro na Casa Comum (Reitoria da Universidade do Porto) as estudantes da Licenciatura em artes dramáticas da Universidade Lusófona - Campus Universitário do Porto, Carolina Viamonte, filipa Ferreira, Joana Gomes, Maria Ferreira, Mariana Morato, Marta Verdadeiro, Sara Silvares e Tayná Oliveira interpretaram a peça Top Girls de Caryl Churchill dirigida por Nuno M. Cardoso.

Resumo da Peça
Top Girls escrita por Caryl Churchill nos inícios dos anos 80 dialoga com a eleição de Margaret Thatcher para o cargo de Primeira-Ministra britânica, e com isso a passagem de medidas socialistas para capitalista-liberais bem como as políticas de emancipação feministas adensam a profundidade do texto.

É uma peça com um elenco exclusivamente feminino interpretando personagens complexas, e questionando os papéis disponíveis para as mulheres na velha sociedade, e o que significa ou leva uma mulher a ter sucesso, lidando com a perda da humanidade das mulheres para alcançar o poder num ambiente dominado por homens. Tem sido saudada pela crítica como a intervenção feminista mais significativa no drama patriarcal.

A peça argumenta contra o estilo de feminismo que simplesmente transforma as mulheres em novos patriarcas e defende um feminismo no qual cuidar dos fracos e oprimidos é mais proeminente. A peça questiona se é possível para as mulheres na sociedade combinar uma carreira de sucesso com uma vida familiar próspera.