Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Vitimologia

Curso

Psicologia da Justiça: Vítimas de Crime

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP1960-2617

Disciplinas complementares recomendadas

Psicologia da Justiça e Forense 

Teorias do Crime

Ética, Deontologia e Prática em Psicologia da Justiça 

Intervenção Psicológica com Vítimas I 

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

CP1. Abordagem histórica, teórica e epistemológica da Vitimologia

1.1. Emergência e evolução da Vitimologia enquanto área de conhecimento

1.2. Definição da vítima

1.3. Teorias explicativas da vitimação e perfis de vitimação

CP2. A vítima e o sistema de Justiça

2.1. A vítima e os seus direitos no sistema de justiça

2.2. A vitima e o sistema: da infância e adolescência à idade adulta

CP3. Enquadramento conceptual e caracterização dos principais tipos de vitimação

3.1. Vitimação na idade adulta

3.1.1. Violência nas relações de intimidade

3.1.2. Violência sexual

3.1.3. Stalking

3.2. Vitimação na infância/adolescência

3.2.1. Abuso e negligência

3.2.2. Abuso sexual

3.3. Outras experiências de vitimação (ex., vitimação múltipla, vitimação prisional)

Objetivos

OA1: Reconhecer a vitimologia enquanto área de conhecimento autónoma;

OA2: Explicar o desenvolvimento histórico da vitimologia e as transformações ideológicas e políticas associadas;

OA3: Reflectir criticamente acerca da definição de vítima;

OA4: Explicar e diferenciar as principais teorias explicativas da vitimação;

OA5: Reconhecer a organização dos sistemas de intervenção com vítimas e reflectir sobre as questões ético-deontológicas na articulação entre a vítima e o sistema de justiça; OA6: Reconhecer os principais tipos de vitimação na infância, adolescência e idade adulta e explicar a sua epidemiologia, dinâmicas abusivas, modelos conceptuais explicativos e o impacto psicossocial associado;

OA7: Reconhecer e discutir outros tipos de vitimação que recentemente integraram os espaços de discussão e investigação neste domínio;

OA8: Aplicar e integrar os conhecimentos teóricos na conceptualização de casos específicos. 

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologias: Os conteúdos programáticos serão lecionados através do recurso a uma diversidade de métodos, designadamente ME1: Exposição oral com apoio de materiais audiovisuais. ; ME2: Diálogo interativo; ME3: Exercícios de aplicação em sala de aula; ME4: Feedback por pares; ME5: Feedback por docente.

A avaliação será do tipo contínua e contemplará os seguintes elementos de avaliação: (i) duas provas escritas, realizadas no período letivo (60%); e (ii) um trabalho de grupo a ser entregue no período de duas semanas subsequentes ao término das aulas. O trabalho pressupõe a conceptualização de um caso, através da integração de conteúdos abordados nas aulas teóricas e de evidência cientifica obtida através de revisão de literatura realizada pelos estudantes, contemplando a redacção e entrega de relatório escrito (30%) e a apresentação e discussão oral em contexto de sala de aula (10%).

Bibliografia principal

Cuevas, C., & Rennison, C. (2016). Handbook on the Psychology of Violence. Oxford: Wiley-Blackwell

Machado, C. (2010). Vitimologia: das novas abordagens teóricas às novas práticas de intervenção. Braga: Psiquilibrios Edições.

Machado, C. (2010). Novas formas de vitimação criminal. Braga: Psiquilibrios Edições

Shoham, S. G., Knepper, P., & Kett, M. (Eds.). (2010). International handbook of victimology. USA: Taylor and Francis.

 

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala