Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Intervenção Psicológica com Vítimas II

Curso

Psicologia da Justiça: Vítimas de Crime

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 60

Código

ULP1960-15333

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. O processo de intervenção psicológica com crianças e adolescentes: Conceitos e estratégias
1.1 Estabelecimento do setting de intervenção
1.2 Aliança terapêutica
1.3 Considerações éticas
2. A intervenção cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes
2.1 Técnicas/estratégias cognitivo-comportamentais adaptadas as crianças e adolescentes
2.2 Intervenção psicológica baseada na evidência: critérios e procedimentos
2.3 Modelos e programas de intervenção psicológica baseados na evidência nas perturbações de internalização e externalização
3. Intervenção em formas específicas de vitimação com crianças e adolescentes
3.1. Abuso e negligência
3.2. Abuso sexual
3.3. Bullying/cyberbullying
3.4. Violência nas relações de intimidade juvenis
4. Intervenção com vítimas de outras experiências de vitimação (ex., stalking/cyberstalking; exposição à violência interparental/litígio coparental)

Objetivos

Esta UC visa a promoção de conhecimentos teórico-práticos sobre a intervenção psicológica com crianças e adolescentes: princípios básicos, modelos e estratégias. Mais especificamente, é objetivo desta UC aprofundar as especificidades das abordagens de intervenção com crianças/adolescentes vítimas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Esta UC, visa, especificamente, procura promover a aquisição de conhecimento acerca dos principais modelos de intervenção psicológica com crianças e adolescentes, bem como da adequação de estratégias de intervenção a formas específicas de vitimação na infância/adolescência. Para além disso, esta UC pretende o desenvolvimento de aptidões comunicacionais, orais e escritas, tecnicamente adequadas à descrição de casos e à sistematização da intervenção psicológica proposta com crianças e adolescentes vítimas; uma atitude profissional crítica e reflexiva nesta área de conhecimento; autonomia, normas de conduta ética e de responsabilidade nos diferentes contextos intervenção com crianças e adolescentes vítimas.

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologias: Os conteúdos programáticos serão lecionados através do recurso a uma diversidade de métodos, designadamente, exposição oral com apoio a materiais audiovisuais; diálogo interativo; análise e discussão de casos práticos; e exercícios práticos de treino de competências.
A avaliação será realizada mediante as seguintes modalidades, a optar pelos estudantes:
Avaliação contínua: realização de duas provas escritas para avaliação de conhecimentos teóricos (ponderação de 60% para a nota final) e na realização de uma formulação clínica de um caso de vitimação infantil apresentado em contexto de sala de aula (ponderação de 40%)
Avaliação final: Prova escrita de conhecimentos (ponderação de 100%).
Em cada um dos elementos de avaliação, os estudantes deverão obter a nota mínima de 8.

Bibliografia principal

Barkley, R. (2013). Defiant Children: A clinician¿s manual for assessment and parent training. NY: Guilford.
Chorpita, B., & Weisz, J. (2009). Modular approach to therapy for children with anxiety, depression, trauma, or conduct problems (MATCH¿ADTC). Satellite Beach, FL: PracticeWise.
Friedberg, R., McClure, J., & Garcia, J. (2009). Cognitive therapy techniques for Children and adolescents: tools for enhancing practice.
Gonçalves, R., & Machado, C. (2008). Violência e vítimas de crime: Crianças. Coimbra: Quarteto.
Lamela, D., Gonçalves, T. Castro, C., & Figueiredo, B. (2009). ¿PApi ¿ Pais por Inteiro¿: Programa de intervenção em grupo para o ajustamento pessoal e a promoção da coparentalidade positiva em pais divorciados. Análise Psicológica, 27, 493-507
Sani, A. I. & Caridade, S. (2013) (Coords.). Violência, agressão e vitimação: Práticas para a intervenção. Coimbra: Almedina.