Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Mestrado em Justiça Juvenil e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo

Faculdade de Psicologia, Educação e Desporto

canidatar-me a este curso

Apresentação do Curso

O 2º ciclo de estudos em Justiça Juvenil e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo visa proporcionar aos estudantes uma prática profissional qualificada e especializada em matéria de justiça juvenil e proteção de crianças e jovens em risco e em perigo. Este mestrado tem como objetivo dotar os estudantes de conhecimentos teóricos e empíricos, competências de autonomia, responsabilidade e intervenção colaborativa em equipas multidisciplinares, assim como de aptidões cognitivas e práticas necessárias à resolução de problemas complexos em contextos relacionados com a sua área de estudo. É, igualmente, objetivo deste mestrado promover a reflexão e o desenvolvimento de princípios éticos sólidos nesta área de intervenção, assim como práticas juridicamente contextualizadas, e que salvaguardem o superior interesse da criança e jovem e os seus direitos, assim como os das suas famílias, nos processos de avaliação e intervenção. Pretende-se, ainda, dotar os estudantes de conhecimentos, aptidões e competências para a realização de atividades de investigação neste domínio.

Despacho do curso

Despacho n.º 9965/2019, de 31 de outubro

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado - Deliberação da A3ES

Data de publicação da decisão

19/06/2019

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Mestre |2 Semestres |120 ECTS

Direção do Curso

Ricardo José Martins Pinto

Sub-direção de Curso

Carla Margarida Vieira Antunes

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão estatutariamente competente;
d) Detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo órgão estatutariamente competente da ULP como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Requisitos de Graduação

Ter concluido um total de 120 ECTS

Objetivos

O ciclo de estudos tem como objetivos:
a) Aprofundar conhecimentos ao nível da organização jurídica que enquadra a intervenção em contexto de justiça juvenil (JJ) e proteção de crianças e jovens em perigo (PCJP);
b) Conhecer os modelos conceptuais explicativos de trajetórias de agressão/vitimação na infância/adolescência e reconhecer o seu impacto desenvolvimental;
c) Informar e consciencializar para os desafios atuais de intervenção nesta área, atendendo aos fenómenos de diversidade, multiculturalidade e migrações;
d) Treinar aptidões práticas de seleção e aplicação de metodologias e técnicas com vista ao planeamento da intervenção nos sistemas de JJ e PCJP;
e) Desenvolver aptidões de resolução de problemas complexos, nomeadamente ao nível da avaliação e tomada de decisão nos contextos de JJ e PCJP;
f) Dotar de competências de desenvolvimento de programas de intervenção social, baseados na evidência com vista à resolução de problemas psicossociais;
g) Capacitar para a utilização do pensamento crítico, do raciocínio ético subjacente à intervenção psicossocial nos sistemas de PCJP e JJ e das práticas colaborativas em equipas multidisciplinares.

Destinatários

Titulares de uma licenciatura (1º Ciclo) e titulares de uma licenciatura pré-Bolonha (5 anos de formação), preferencialmente Mestres em Psicologia e licenciados em Serviço Social, Sociologia, Educação, Direito, Animação Sócio-Cultural, Enfermagem, Medicina e Professores dos 1º, 2º, 3º ciclos e do Secundário.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

O CE visa promover os seguintes objetivos de aprendizagem/competências:
a) Conhecer a organização jurídica que enquadra a intervenção em contexto de justiça juvenil (JJ) e proteção de crianças e jovens em perigo (PCJP);
b) Conhecer dos modelos conceptuais explicativos de trajetórias de agressão e vitimação na infância e adolescência e reconhecer o seu impacto desenvolvimental;
c) Sensibilizar para os desafios atuais de intervenção nos contextos de JJ e PCJP atendendo aos fenómenos de diversidade, multiculturalidade e migrações;
d) Resolver problemas complexos ao nível da avaliação e tomada de decisão nos contextos de PP e de JJ;
e) Planificar e implementar programas de intervenção psicossociais baseados na evidência nos contextos de JJ e PCJP;
f) Desenvolver estudos empíricos originais, articulando-os com as metodologias de investigação mais apropriadas;
g) Pensar criticamente e eticamente no âmbito das atividades de avaliação, prevenção, intervenção e investigação neste domínio.

Estudos Futuros

Nos termos da alínea a) do artigo 30.º do decreto-lei n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual, a conclusão deste Ciclo de Estudos permite a candidatura a um 3º Ciclo de Estudos.

Saídas Profissionais

O ciclo de estudos visa proporcionar uma prática profissional qualificada e especializada em matéria de justiça juvenil e promoção e proteção de crianças/jovens em perigo. Especificamente, pretende capacitar técnicos para o desempenho funções em instituições na área da promoção e proteção (ex., Comissões de Proteção de Crianças e Jovens, Equipas Multidisciplinares de Apoio aos Tribunais, Casas de Acolhimento, contextos educativos) e da Justiça Juvenil (ex., Centros Educativos).

Áreas Científicas

Psicologia

Plano de Estudos

Valores

2019/20
Alunos externos 0 €
Titulares de curso superior 131 €
Titulares de curso superior (Grupo Lusófona) 0 €
2020/21
Consultar em pdf
2019/20
Seguro Escolar40 €
Matrícula e Inscrição200 €
2020/21
Consultar em pdf
2020/21
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 299,4 €
Valor por ECTS 9,98 €

A este ciclo de estudos/programa de formação aplicam-se as tabelas de emolumentos em vigor na Universidade Lusófona do Porto para o presente ano letivo