Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Literacia Crítica dos Media e da Informação

Apresentação

Compreender as origens e identificar os precursores da Literacia crítica dos media e da informação (LCMI)

Curso

Literacia dos Media e da Informação e Cidadania Digital (M) (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 7

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP6062-21849

Disciplinas complementares recomendadas

Seminário Interativo I, II e III

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Conceitos e história:

1.1. Origens e precursores

1.2. O que é a literacia crítica para a informação e os media?

1.3. Debates na área

1.4 Capacitação de cidadãos?

 

2. Contextos:

2.1 Cultura de sala de aula

2.2. Contextos familiares

2.3. Gerações

2.4. Sociedade Civil

2.5. Interação entre media, direitos humanos e democracia.

 

3. Direito dos cidadãos à literacia crítica para os media.

 

4. Pensamento Crítico e:

4.1. Publicidade

4.2. Jornalismo

4.3. Propaganda

4.4. Cinema

4.5. As especificidades dos ambientes online.

 

5. Debates atuais e seus contributos para o futuro da literacia crítica para os media:

5.1. Ser crítico no ensino e na aprendizagem

5.2. Despertar a consciência e capacitação para a cidadania digital. 

5.3. O papel da literacia para os media na nossa sociedade.

Objetivos

- Compreender as origens e identificar os precursores da Literacia crítica dos media e da informação (LCMI);

- Enunciar o conceito de LCMI;

- Identificar os principais debates na área acerca e na temática;

- Relacionar LCMI com exercício da cidadania;

- Questionar criticamente a relação dos cidadãos com os media nos diversos contextos de vida;

- Analisar criticamente o impacto dos media na promoção dos direitos humanos e na qualidade da democracia;

- Relacionar o desenvolvimento de competências de pensamento crítico com a eficácia de interpretação de vários tipos de mensagem mediática;

- Incluir a LCMI entre os direitos de cidadania;

- Distinguir os diversos domínios (leitura, produção e pensamento) do direito à LCMI;

- Adequar as abordagens da LCMI às necessidades das diferentes gerações;

- Identificar os contributos dos debates atuais na área para a evolução da LCIM;

- Propor intervenções em LCMI. 

Metodologias de ensino e avaliação

- Método expositivo: exposição de conteúdos durante as aulas com recurso a suportes multimédia;

- Métodos ativos: exploração de conteúdos em diversos suportes (textos, audiovisuais, ...), discussão de conteúdos, exploração e interpretação conjunta de diversos tipos de mensagem mediática, realização de trabalhos de grupo;

- Avaliação: participação (10%), realização de trabalhos individuais de investigação (90%).

Bibliografia principal

Brites, M.J., Amaral, I. & Catarino, F. (2018). A era das ¿fake news¿: o digital storytelling como promotor do pensamento crítico. Journal of Digital Media & Interaction, 1(1), 85-98.

Gregory, A. E., & Cahill, M. A. (2009). Constructing critical literacy: Self-reflexive ways for curriculum and pedagogy. Critical Literacy: Theories and Practices, 3:2, 6-16.

Hobbs, R. (2011). Digital and Media Literacy: Connecting Culture and Classroom. California:

Corwin. Janks, H. (2010). Literacy and Power. Routledge: New York and London. Kellner, D., & Share, J. (2005). Toward Critical Media Literacy: Core concepts, debates, organizations, and policy. Discourse: studies in the cultural politics of education, 26(3), 369 /386. 

Macedo, L. (2012). O novo ecossistema comunicacional e a socialização de crianças e jovens no espaço cultural da lusofonia: contributos da literatura infantojuvenil. Literartes, Revista de Literatura da Universidade de São Paulo, no 1, vol. 1. 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala