Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Vitimologia na Infância e Adolescência

Apresentação

A presente UC visa o reconhecimento da Vitimologia enquanto área de conhecimento autónoma e tem como objetivo principal a descrição dos principais tipos de vitimação na infância e adolescência e a explicação da sua epidemiologia, dinâmicas abusivas, modelos conceptuais explicativos e impacto psicossocial. 

Curso

Justiça Juvenil e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo (M) (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP6037-21727

Disciplinas complementares recomendadas

Fundamentos Jurídicos para a Intervenção na Infância e Adolescência 

Sinalização, Avaliação do Risco e Tomada de Decisão

Intervenção Psicossocial  no Sistema de Promoção e Proteção

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

CP1. Abordagem histórica, teórica e epistemológica da Vitimologia 

1.1. Emergência e evolução da Vitimologia enquanto área de conhecimento

1.2. Desenvolvimento histórico da Vitimologia, transformações ideológicas e políticas

CP2. Enquadramento conceptual e caracterização dos principais tipos de vitimação na infância e adolescência  

2.1. Abuso (físico e psicológico) e negligência

2.2. Abuso sexual

2.3. Bullying/cyberbullying

2.4. Violência nas relações de intimidade (VRI) juvenis

CP3. Outras experiências de vitimação (ex., stalking/cyberstalking; exposição à violência interparental/litígio coparental)

Objetivos

OA1: Reconhecer a Vitimologia enquanto área de conhecimento autónoma e explicar o seu desenvolvimento histórico e as transformações ideológicas e políticas associadas

OA2: Reconhecer os principais tipos de vitimação na infância e adolescência e explicar a sua epidemiologia, dinâmicas abusivas, modelos conceptuais explicativos e impacto psicossocial;

OA3: Explicar e discutir outros tipos de vitimação que recentemente integraram os espaços de discussão e investigação neste domínio;

OA4: Aplicar e integrar os conhecimentos teóricos na conceptualização de casos específicos 

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologias: exposição participada (ME1); atividades de pesquisa e análise crítica de literatura científica (ME2); trabalho autónomo individual e em contexto de grupo (ME3); orientação tutorial e feedback do docente (ME4).

A UC adota Avaliação Contínua (AC) e independência de avaliação das componentes teórica e prática. Cada componente integra instrumentos de avaliação específicos (Avaliação: Instrumentos e Parâmetros de Avaliação). É obrigatória classificação não inferior a 9.5 em ambas as componentes para aprovação. Estudantes sem aprovação podem submeter-se a exame na época recurso, mas apenas se tiverem comparecido a pelo menos um dos elementos de AC. Os estudantes podem aprovar a uma das componentes e conservar essa nota, sendo-lhes exigido que realizem prova de exame correspondente à componente sem aprovação em AC; nota final considerará a ponderação prevista para cada componente. 

Bibliografia principal

Cuevas, C., & Rennison, C. (2016). Handbook on the Psychology of Violence. Oxford: Wiley-Blackwell

Machado, C. (2010). Vitimologia: das novas abordagens teóricas às novas práticas de intervenção. Braga: Psiquilibrios Edições.

Machado, C. (2010). Novas formas de vitimação criminal. Braga: Psiquilibrios Edições

Shoham, S. G., Knepper, P., & Kett, M. (Eds.). (2010). International handbook of victimology. USA: Taylor and Francis. 

Korbin, J. E., Krugman, R. (Eds) (2014). Handbook of Child Maltreatment. London: Springer.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala