Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Seminário de Projeto e Integração Profissional

Curso

Videojogos e Aplicações Multimédia (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 8

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

200 | 120

Código

ULP2533-7293

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Os estudantes realizam o estágio com base em duas componentes: 100 horas de estágio supervisionado numa instituição, acompanhados por 1 orientador no contexto; 20 horas de contacto com o docente supervisor na ULP. Nesta última, será realizado um acompanhamento aos estudantes em sessões em pequeno grupo, de 1-2 horas semanais, pelo docente supervisor. Os estudantes são divididos pelos docentes em função da experiência profissional dos últimos.

- Apresentação de empresas para estágios;
- Como criar um CV / portfólio?;
- Apresentação de projectos;
- Trabalho académico no contexto empresarial;
- Definição das funções do estagiário;
- Integração na instituição de estágio;
- Caraterização das etapas do estágio;
- Elaboração do plano de estágio;
- Apresentação de atividades e casos práticos, articulação com conhecimentos teóricos e estado da arte;
- Definição do projecto final;
- Preparação para apresentação e defesa do projecto final.

Objetivos

No final do seminário de trabalho de final de curso, o aluno deverá ter adquirido competências que lhe permitam vir a exercer funções em qualquer organização do sector de Jogos Digitais ou Médias Interactivos. Serão várias as empresas da região norte de Portugal nas quais os alunos poderão vir a ser integrados para desenvolver o seu estágio curricular quer no âmbito da criação de um projecto da empresa escolhida, quer na criação de um projecto pessoal (videojogo, aplicação multimédia) com o qual possa contar com o apoio da empresa bem como dos professores que leccionam no curso.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No final do seminário o aluno deverá ter adquirido, na componente de projecto, competências que lhe permitam vir a desenvolver projectos, quer no que se refere às metodologias de análise e modelação, quer no que se refere às metodologias de desenvolvimento e documentação.

Metodologias de ensino e avaliação

Esta UC é composta por 250 horas de trabalho, sendo as horas de contacto distribuídas por aulas de tutoria (20h de contacto) e de estágio curricular (100h numa empresa). As aulas de tutoria serão leccionadas por vários professores do curso no sentido de acompanhar e orientar os alunos no desenvolvimento de trabalhos e na sua respectiva integração num contexto empresarial. Numa primeira fase, a metodologia de ensino passará por elucidar os estudantes sobre aspectos fundamentais na criação de um portfólio sólido que procure enfatizar todo o trabalho académico desenvolvido ao longo do curso no sentido de valorizar os pontos fortes de cada um de forma mais personalizada. Seguidamente os estudantes terão que se reunir com as empresas no sentido de completar a sua formação para além da obrigatoriedade de se reunirem com os professores responsáveis para avaliar o trabalho desenvolvido semanalmente.

Bibliografia principal

ADAMS, E. (2003), Break Into The Game Industry: How to Get A Job Making Video Games, McGraw-Hill Education.
CHATFIELD, T. (2010), Fun Inc. - Why Games Are The 21st Century's Most Serious Business, Virgin Books.
COSTELLO, V., YOUNGBLOOD, S., YOUGBLOOD, E. (2012), Multimedia Foundations: Core Concepts for Digital Design 1st Edition, Focal Press.
KENNEDY, S. R. (2013), How to Become a Video Game Artist: The Insider's Guide to Landing a Job in the Gaming World, Watson-Guptill.
TAYLOR, F. (2013), How to Create a Portfolio and Get Hired, Second Edition: A Guide for Graphic Designers and Illustrators, 2nd edition, Laurence King Publishing.
ZACKARIASSON, P., WILSON, T., ed. (2014), The Video Game Industry: Formation, Present State, and Future, Routledge Studies in Innovation, Organization and Technology.
ZAGALO, N. (2013), Videojogos em Portugal - História, Tecnologia e Arte, Lisboa: FCA - Editora de Informática Lda.