Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Game Design I

Apresentação

Nesta unidade curricular os estudantes devem testar a sua capacidade de criação de um jogo/ficção no sentido de gerar uma narrativa ou ficção interactiva com ênfase na história, nas personagens e no desenvolvimento do enredo ficcional. Devem ainda criar um game design centrado em questões narrativas onde a história ganha maior proeminência do que a jogabilidade. Finalmente, devem aprender a dosear no game design estratégias de narratologia e ludologia (acção e narração). Resumindo, nesta unidade curricular, os estudantes devem elaborar um protótipo prático que lhes permita testar os limites da relação entre narrativa e acção num projecto digital.

Curso

Videojogos e Aplicações Multimédia (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP2533-16941

Disciplinas complementares recomendadas

Ilustração Digital II

Linguagens de Programação II

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

  • Adquirir as competências essenciais à criação de ficções e narrativas interactivas lúdicas;
  • Aprender a construir um game design centrado em questões narratológicas;
  • Criar arquitecturas interactivas com mecanismos de jogabilidade harmoniosos que aliem narrativa e acção;
  • Construção de espaços visuais no design de sistemas interactivos;
  • Criação de identidades fluidas e construção de avatares;
  • Cenografia visual e composição da arquitectura geral do projecto;
  • Design de Interfaces e Experiencial: Composição e Layout gráfico: tipografia, cor e estrutura formal a adoptar (definição do ecrã, sistemas de cor existentes e fontes adequadas);
  • Criação da arquitectura de informação para o sistema global;
  • Criação de um storyboard detalhado do projecto a construir;
  • Avaliar factores de participação.

Aulas previamente agendadas serão lecionadas à distância, promovendo o aprofundamento da capacidade de trabalho autónomo dos estudantes.

Objetivos

Nesta UC os estudantes devem desenvolver um projecto prático de game design de um videojogo 2D com enfoque na jogabilidade mas também na narrativa. O mecanismo de game design deve saber dosear aspectos associados com a pontuação e progressão no jogo. Será dada especial relevância às narrativas e ao sistema emergente que está na base da criação de possíveis ficções quando jogamos. O estudante deve colocar-se no papel de um game writer e aprofundar o conceito e guião de um videojogo.

Serão propostos dois exercícios a serem desenvolvidos tanto na aula como em casa. No primeiro, o estudante deve desenvolver individualmente uma sinopse de um jogo mediante estrutura fornecida e fazer uma apresentação no dia da entrega. O segundo, a ser desenvolvido em grupo, os estudantes terão que trabalhar em equipa, elaborar o guião completo de um jogo mediante estrutura fornecida e fazer uma apresentação final na aula com discussão aberta com o professor e turma.

Metodologias de ensino e avaliação

Avaliação contínua:

  • Elaboração de um pré-projecto de um videojogo 2D (conceito, sinopse, jogabilidade, público-alvo, marketing) a ser desenvolvido individualmente e com apresentação na aula (20%);
  • Avaliação intercalar do documento final, participação (assiduidade, apresentações) e trabalho de equipa desenvolvido em aula (30%);
  • Avaliação do resultado final do documento escrito. Apresentação na aula do guião completo de um videojogo 2D: conceito, história, personagens, mundos, níveis, storyboards, jogabilidade, interfaces, fluxogramas, sons, trabalho de equipa e coordenação de tarefas (50%);
  • Assiduidade: frequência obrigatória a pelo menos 70% das aulas.

Sem avaliação por exame:

  • A realização de Exame de Recurso não está contemplada nesta Unidade Curricular por não ser compatível com a sua natureza específica, tendo por sido definido em Conselho Científico que vigorará apenas o regime de avaliação contínua.

Práticas de Inovação pedagógica: projetos realizados em conjunto com outras UCs

Bibliografia principal

  • ATKINS, B. (2003), More than a game, the computer game as fictional form , Manchester
  • University Press.
  • BATES, B. (2004), Game Design - Second Edition , Boston: Thomson Course Technology PTR. CARITA, A. (2015), Pensar Videojogos: Design, Arte e Comunicação , Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas
  • DILLE, F. & PLATTEN, J. (2007), The Ultimate Guide to Video Game Writing and Design , New York: Skip Press.
  • FULLERTON, T. (2008), Game Design Workshop: A Playcentric Approach to Creating Innovative Games - Second Edition , San Francisco: Elsevier.
  • HARTAS, L. (2005), The Art of Game Characters , Cambridge: The ILEX Press.
  • MILLER, C. H. (2004), Digital Storytelling: A Creator's Guide to Interactive Entertainment , Oxford: Elsevier.
  • MORRIS, D. & HARTAS, L. (2004), The Art of Game Worlds , Cambridge: The ILEX Press.
  • SALEN, K. & ZIMMERMAN, E. (2004), Rules of Play: Game Design Fundamentals , Cambridge, Mass.: The MIT Press.

Horário de Atendimento

.