Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Teoria e Metodologia do Serviço Social I

Apresentação

A unidade curricular apresenta aos discentes as primeiras noções sobre a profissão de serviço social, no que diz respeito a atuação profissional, portanto, são necessários o contato com o surgimento das Ciências Sociais e as influencias recebidas no desenvolvimento profissional. A partir das perspectivas teorico metodologicas: positivismo, funcionalismo e o pensamento sitêmico e suas influências históricas no Serviço Social, a perspectiva dialética e suas repercussões na profissão. Diante destas perspectivas como a profissão elaborou e desenvolveu as primeiras formas de atendimento, registo e intervenção profissional frente as problemáticas sociais decorrentes da sociedade industrial. 

Curso

Serviço Social (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP733-7266

Disciplinas complementares recomendadas

As unidades curriculares relacionadas à teoria e metodologia do Serviço Social I são: Fundamentos e História da profissão, Deontologia, Núcleo de estudos e práticas profissionais I , pois as disciplinas citadas possuem em comum as bases para a compreensão inicial do Serviço Social enquanto profissão. O que exige o desenvolvimento de uma postura científica e profissional dos discentes.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Os conteúdos programáticos da unidade curricular são: fundamentos do Serviço Social - significados sócio históricos, definição e lugar nas Ciências Sociais, Serviço Social na grelha das profissões, elementos estruturantes da profissão, a dimensão teórica e prática, técnica e operativa, relação com os problemas sociais, o processo de intervenção - desenvolvimento histórico - caso, grupo e comunidade, elaboração da intervenção social - necessidades, objetivos, metas, dimensões da intervenção, áreas e campos de intervenção, a perspectiva individual e coletiva, elementos componentes/mediadores da intervenção, construção do objeto - problemática, elementos humanos, elementos políticos organizacionais. As fases do projeto de intervenção: do diagnóstico à avaliação do processo os fins e os meios. a relação com as perspectivas funcionalista/sistêmica e a perspectiva dialética teoria e prática.

Objetivos

São objetivos da unidade curricular:

situar o Serviço Social enquanto área das Ciências Sociais e profissão com fundamentos teórico metodológicos e a ética profissional.

introduzir o discente nas questões tóricas, metodológicas e técnicas profissionais, focalizando conceitos básicos fundamentais.

conhecer o lugar e o papel profissional em diversos contextos profissionais e equipas de trabalho.

construir um objeto de intervenção, problematizando a passagem entre os domínios teórico metodológicos e técnico operativos com base em situações apresentadas.

despertar para questões relativas à identidade profissional.

Metodologias de ensino e avaliação

As metodologias de ensino utilizadas para o desenvolvimento dos conteúdos são: uma linha do tempo, complementada com estudos dirigidos elaborados em equipa. 

A linha do tempo contextualiza o surgimento das Ciências Sociais, pensadores e diferentes perspectivas teorico metodologicas, a relação com a gênese do Serviço Social como profissão e as propostas de leitura e intervenção na realidade social. Neste ponto, usa-se a metáfora de várias janelas de um mesmo lado de uma construção - de todas se vê a mesma realidade, porém de perspectivas e ângulos distintos e suas visões não se misturam e nem se confundem. Asssim, os discentes podem perceber que cada teoria tem seu método, que lhe é próprio. Os conceitos, premissas e diferenças  são trabalhadas por estudos dirigidos e elaborados em equipas,(relatório em grupo - 40%). Portefólio apresentando as perspectivas teóricas e seus componentes (20%). E um teste de avaliação individual e escrito (40%).

Bibliografia principal

Chauí, M. (    ). Convite à Filosofia. São Paulo: Àtica.

Baptista, M. Battini, O. (1986). A prática social na Modernidade. Intervenção social n4

Ferreira. M.E. (2011). Ética e instrumentlidade. Habana: IV Congreso Internacional  de Trabalho Social.

Iamamoto, M.V. (2009). Direitos Sociais e competências profissionais. Brasília: Cress/Cefess.

Martinelli, M.L. (1988). Notas sobre positivismo. Rio de Janeiro: Cbciss


 

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Maria Fernanda Costa                                           

  Quintas feiras das 13:30hs às 14:30hs