Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Núcleo de Estudos e Práticas em Serviço Social 3

Apresentação

Esta UC pretende desenvolver atividades de pesquisa e outras ações que contribuam para a construção e socialização do conhecimento gerado, nas relações entre a prática, o quotidiano e teoria. 

Curso

Serviço Social (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 2

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP733-22050

Disciplinas complementares recomendadas

Esta unidade é transversal a todas as unidades curriculares.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1  Observar as questões relativas à violência doméstica e no namoro, de forma a conhecer e caraterizar as respostas da comunidades e o fenómeno em Portugal;

Analisar a realidade de forma a intervir na área em estudo;

Desenvolver estratégias de sensibilização para a problemática, a partir da observação;

Registos de dados e tratamento da informação (ONLINE)

Sistema(s) de referenciação bibliográfica (ONLINE)

2 - Competências

Profissionais (teóricas, técnicas, relacionais), sociais e pessoais

Auto análise das competências próprias - presentes e a desenvolver.

3  Construir uma atitude investigativa  na área da violência doméstica e do namoro;

- Fundamento de uma atitude investigativa

- Iniciação à prática da investigação social

- Passagem entre o real observado e o objecto de investigação

4 -  Problemas sociais:  a violência doméstica e no namoro, observação e reflexão do conhecimento- registo da informação; (ONLINE)

Objetivos

Estimular a observação como exigência de conhecimento e interpretação da realidade e dos problemas sociais, nomeadamente a violência doméstica e de namoro; Desenvolver uma sensibilidade social e cultural que permita um olhar diferenciado acerca da violência doméstica e do namoro entendidos na sua complexidade;Incentivar a interdisciplinaridade;Interiorizar procedimentos conducentes à criação de uma atitude investigativa em Serviço Social entendendo que o espaço e problemáticas da profissão são em si próprios espaços e problemáticas de investigação;Desenvolver atividades relacionada com a area em estudo como resultado do observado e investigado;Desenvolver competências sociais e profissionais de Observação, Reflexão e Operacionalização: Saber olhar, ouvir, pensar e fazer: De observação e reflexão sobre o fenómeno em estudo; De identificação de áreas problemáticas e críticas, carecendo de intervenção social; De planeamento e organização de atividades;

 

 

 

Metodologias de ensino e avaliação

Fomenta-se a observação em contexto de estágio, na perspectiva de (des)construção do real, construção de instrumentos e colectivização de resultados. Incentiva-se a participação em projectos e/ou organização de atividades, no âmbito do Núcleo Lusófono de Estudos e Investigação em Serviço Social;  Estas podem ter lugar tanto em sala de aula privilegiando-se  técnicas de role playing, brainstorming, visualização de filmes e reportagens em espaços exteriores, incluindo visitas a organizações, iniciativas e práticas sociais e culturais, bem como contato direto ou entrevistas a personalidades significativas. 

Avaliação: 40 % Participação nas actividades popostas; 20% Participação nas atividades no âmbito do Núcleo Lusófono de Estudos e Investigação em Serviço Social; 30% construção de um portefólio; 10% participação nas aulas e assiduidade.

Práticas de Inovação Pedagógica: Atividades no âmbito do Núcleo Lusófono de Estudos e Investigação em Serviço Social

 

Bibliografia principal

 

Carvalho, C. &  Ribeiro, S. (2014). Stess pós-traumático e violência conjugal. Journal for

Educators, Teachers and Trainers, Vol. 5(2), pp. 47¿ 59.

Dias, I. (2004). Violência na família ¿ Uma abordagem sociológica. Porto: Afrontamento.

Faleiros, V. P. (1993). Saber Profissional e Poder Institucional. S. Paulo: Cortez.

Magalhães, T. (2005). Maus-tratos em Crianças e Jovens. 4ª Ed. Coimbra: Editora Quarteto.

Martins, A. & Carvalho, C.(2009). No crepúsculo da vida. Um olhar sentido sobre a violência conjugal. Universitas Tarraconensis. Revista de Ciències de lé Educació. Any XXXIII, III época, 319-337.

Martins, A.  & Carvalho, C. (2012). Uma realidade escondida: Narrativas sobre a violência conjugal entre os casais idosos. Peritia, 13, 63-75

Quivy, R.; Campenhoudt, L.V. (1992) Manual de Investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Carla Isabel Mota de Carvalho

Terça-feira das 16h30 às 17h30