Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Economia Social

Apresentação

A unidade curricular apresenta a Economia Social e seus fundamentos históricos e perspectivas teóricas relacionadas, apontando para o domínio de conceitos - economia social - economia solidária, cidadania, terceiro Setor. O Estado social e a economia Social, as políticas sociais públicas e privadas. A economia social em Portugal, formas e tipos de instituições, agentes, caracterísitcas funções e desafios no século XXI: empreendedorismo, inovação, bolsas sociais, economia de troca, mercado justo. Desafios da Economia social para o Serviço Social no século XXI. 

Curso

Serviço Social (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP733-7272

Disciplinas complementares recomendadas

A Economia Social relaciona-se com as unidades curriculares do 1 e 2 ano do curso:  História e Fundamentos do Serviço Social, Teoria e metodologia do Serviço Social I e II, políticas sociais I e II e com a disciplina de Estágio I. E também com a unidade curricular do 3 ano - Serviço Social: contextos e competências, por abordarem as instituições de economia solidária e do terceiro setor.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

A unidade curricular apresenta como conteúdos a serem trabalhados:

- Economia Social e seus fundamentos históricos e perspectivas teóricas relacionadas, no contexto do século XIX, seus principais pensadores,

- Conceitos e os aspectos históricos - economia social - economia solidária, cidadania, terceiro setor,

- Estado social e Economia Social, as políticas sociais públicas e privadas,

-  Economia Social em Portugal: instituições, agentes , características, funções e desafios no século XXI: empreendedorismo, inovação, bolsas  de valores, mercado justo,

- desafios da economia social  para o Serviço Social no século XXI: reflexões e análise.

Objetivos

Os objetivos da unidade currricular são:

- relacionar a posição da Economia Social com as instâncias - Estado e Mercado,

- conscientizar para a relevância da Economia Social em sua capacidade de concretizar direitos e responder necessidades de bem estar à população,

- compreender o papel e o espaço da economia social em Portugal,

- entender o funcionamento das entidades de economia social para o Serviço Sociale suas características e especificidades,

- refletir sobre os desafios da economia social para o Serviço Social na atualidade.

Metodologias de ensino e avaliação

A metodologia de ensino será expositiva, seguida de um estudo dirigido sobre o tema abordado. No segundo momento da aula serão respondidas as perguntas propostas, as quais deverão ser entregues ao docente como atividade do dia, podendo ser realizadas em grupo ou individual. As aulas mistas têm como objetivos reforçar determinados conteúdos abordados, devendo ser registado como forma de elaboração de um texto próprio sobre a temática. Algumas aulas serão apresentadas pelos alunos, quando solicitada a leitura de um artigo, texto ou ensaio. Deverão apresentar o resumo da obra para reflexão com os colegas. O que se pretende desenvolver com estas atividades semanais é a capacidade de elaboração da escrita, a incorporação de ideias dos autores indicados, desenvolvimento de competências de reflexão e análise. Ao final do semestre será apresentado um relatório produzido em grupos sobre os temas estudados (40%) e uma avaliação individual e escrita sobre os conteúdos abordado no semestre (60%).

Bibliografia principal

Alencar, M. T. (2009). Serviço social: direitos e competências profissionais. Brasilia: CFESS/CRESS.

Barroco, M. F. (2000).  As ONgs em Portugal ,Lisboa: edições Cosmos.

Caeiro, J. M. C. ( 2009 ).  Economia e politica social: contributos para a intervenção social no século XXI.  Lisboa: Coleção Manuais, Universidade Lusíada

Decreto Lei 30/2013. (2013). As Leis de Base da Economia Social em Portugal. Lisboa: Diário da República.

Estivil, Jordi. (2017). Os primórdios da economia social em Portugal: contributos de Ramon de la Sagra (I Parte). Sociologia on line, vol.33, pp.19 - 45. Recuperado de

http://dx.doi.org/10.21747/08723419/soc33a2.

Gaiger, l. I. (2009). Os antecedentes e expressões atuais da economia solidária. Revista Crítica das Ciências Sociais, nº84.

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Maria Fernanda Teixeira Branco Costa              

Quintas feiras das 13:30hs às 14:30hs