Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Política Internacional

Apresentação

Pretende-se com a unidade curricular atingir os objectivos da licenciatura

 

Curso

Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP290-10051

Disciplinas complementares recomendadas

Teorias e Práticas Diplomáticas

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1, Introdução
1.1. Doutrinas sobre a sociedade internacional.
1.2. Principio das relações internacionais.
1.3. Caracteristicas e desafios da sociedade internacional.
1.4. A ideia de geo-politica.
1.5. A ideia de geo-estratégia.
2. Os agentes (formais e informais ) das relações internacionais.
3. Os factores condicionantes das relações internacionais
a)Geográfico
b)Demográfico
c)Económico
d) cientifico-tecnológico
e)militar
f)cultural
g)politico

Objetivos

1. Apresentar elementos aprofundados sobre os agentes e os condicionantes das relações internacionais. O estudo das conceções sobre a sociedade internacional e as suas caracteirsticas. os principios das relaçoes internacionais.
2. Ajudar a compreender, a interpretar e a prever o comportamento dos agentes das relações internacionais, principalmente dos Estados, enquanto principais atores das relações internacionais.
3. preparar para desempenhar corretamente funções em orgãos de governação, em multinacionais e organizações governamentais ou não governamentais, principalmente no ambito da União Europeia e dos Estados membros da CPLP

Metodologias de ensino e avaliação

Práticas de inovação pedagógica : Aulas presenciais com exposição teórica e debate participado com os alunos sobre o conteúdo do programa e utilização de trabalho prático apoiado na bibliografia disponível.

Em cada sessão de trabalho o docente indica o assunto a desenvolver e apresenta os principais conhecimentos sobre o mesmo fazendo um apelo à participação dos alunos.
Em cada sessão são distribuidos os elementos de estudo mais adequados a compreensão da uc.
Sendo a avaliação continua fundamental para obter sucesso considera-se necessário:
a) um trabalho individual sobre um assunto incluido no programa numa classificação de 0 a 20.
b)realização de dois testes com a classificação de 0 a 20.
c)a classificação final, em avaliação continua, é a soma das classificações obtidas nos quatro momentos de avaliação.
d) 40% para o trabalho individual/ 50% para os testes e 10% para a participação em aula e assuiduidade.

Bibliografia principal

Almeida,P.V (1990) Do poder do pequeno Estado. Lisboa:ISCSP
Boniface,Pascal (2015) Compreender o mundo - as relações internacionais para todos.Lisboa,Texto&Grafia.
Clemens,W.C (1996) Dynamics of International relations, Conflit and Mutual Gain in Age of Global Interdependenca. NY, Mariland, Litlefield Publishers
Maltez,JA (2002) Curso de relações internacionais. Lisboa, ISCSP
Martins, Manuel Gonçalves (2003) relações e desafios internacionais na era da globalização. Sintra, Pedor Ferreira Editor
Martins, Manuel Gonçalves (2016) Desafios das relações internacionais, Lisboa, Chiado Editora
Kaplan, Robert D. (2012) The revenge of Geography. New York. Random House
Kennan, George F. ( 2012) American Diplomacy. Chicago.The University of Chicago Press
Palmeira, José ( 2006) O poder de Portugal nas relações Internacionais.Lisboa.Prefácio
Kennedy, P (1992) Desafios para o século XXI. Lisboa, Publicações Europa-América.
Vaisse, Maurice (2009) As relações internacionais desde 1945.Lisboa, Edições 7

 

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

António Manuel Lopes Tavares

Sextas-feiras às 9.30

Gabinete da FDCP