Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

História das Ideologias Políticas

Apresentação

- A teoria política consuma-se em "Ciência Política", enquanto disciplina que estuda os fenómenos do poder e da organização política da comunidade.

- A moderna forma que assumem as teorias sobre a organização do poder denominam-se por «ideologias políticas», e reflectem sobre a relação entre a soberania, o indivíduo e a sociedade.

- Esta unidade de crédito tem por finalidade traçar um plano histórico do que foram as várias concepções do poder e a sua moderna ordenação nas duas grandes famílias ideológicas contemporâneas, o Liberalismo e o Socialismo.

Curso

Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP290-14758

Disciplinas complementares recomendadas

- História do Direito II;

- Introdução ao Pensamento Contemporâneo.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. A "História das Ideias Políticas" como teoria do poder e do Estado.

2. O Estado como organização política da sociedade.

3. A evolução da ordem política ocidental:

     3.1. Antiguidade Clássica: Grécia e Roma;

     3.2. Idade Média (476-1453):

          3.2.1. A "Doação de Constantino";

          3.2.2. Imperium, Sacerdotium e Regnum: a Bula "Duo Sunt" de Gelásio I;

     3.3. A Idade Moderna (1453-1789):

          3.3.1. A decadência do mundo medieval e feudal;

          3.3.2. A afirmação do "Status";

          3.3.3. Os teóricos do novo Estado soberano: Nicolau Maquiavel e Jean Bodin;

          3.3.4. A afirmação do Estado Mederno em Portugal: a teoria política de Álvaro Pais;

    3.4. A Idade Contemporânea:

         3.4.1. As três Revoluções Atlânticas: Inglesa (1688/9); Americana (1776) e Francesa (1789);

         3.4.2. O constitucionalismo liberal;

         3.4.3. O nascimento das ideologias políticas modernas: o Liberalismo anglo-saxónico e o Liberalismo francês; o Socialismo.

Objetivos

- Pretende-se que os alunos adquiram conhecimentos sólidos de História Política, Teoria Política e Teoria do Estado.

Metodologias de ensino e avaliação

PRÁTICAS DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA: PROMOVE-SE A INVESTIGAÇÃO, POR PARTE DOS ESTUDANTES, DOS TEMAS A SEREM LECIONADOS NAS AULAS SEGUINTES, POTECIANDO A PARTICIPAÇÃO E A DISCUSSÃO.

- AULAS TEÓRICO-PRÁTICAS COM EXPOSIÇÃO TEÓRICA DAS MATÉRIAS E INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO DOS ALUNOS NA DISCUSSÃO DOS TEMAS DE CADA AULA.

- A AVALIÇÃO SERÁ CONTÍNUA, SEM PROVA FINAL, COMPOSTA POR DOIS TESTES ESCRITOS,COM NOTA MÍNIMA DE 10 VALORES. SE EM QUALQUER UM DOS TESTES O ALUNO TIVER NOTA DE 8 (OITO), PASSARÁ PARA O EXAME FINAL.

- AVALIAÇÃO FINAL (DUAS ÉPOCAS): COM NOTA DE 8 (OITO) OU 9 (NOVE) O ALUNO FARÁ UM EXAME ORAL; SERÁ APROVADO COM NOTA MÍNIMA DE 10 (DEZ).

Bibliografia principal

- Amaral, Diogo Freitas do (2012). História do Pensamento Político Ocidental. Coimbra, Portugal: Livraria Almedina.

- André, José Gomes, Santos, José Manuel & Dias, Bruno Peixe (2016). Teorias Políticas Contemporâneas. Lisboa, Portugal: Documenta.

- Eccleshall, Robert, Geoghegan, Vincent, Jay, Richard & Wilford, Rick (2012). Ideologías Políticas (3ª Edição), Madrid, Espanha: Editorial Tecnos.

- Sumários do professor e documentação complementar fornecida nas aulas.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

RUI ALBUQUERQUE

SEGUNDA-FEIRA: 14,30-15,30

SALA DA DIREÇÃO DA FDCP