Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Licenciatura em Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais

Faculdade de Direito e Ciência Política

Candidatar-me a este curso

Apresentação do Curso

Os cursos superiores universitários de Relações Internacionais surgiram, em Portugal, na segunda metade da década de 1980, após a adesão de Portugal às Comunidades Europeias, em 1986.
No seguimento da entrada de Portugal naquelas Organizações Supranacionais, o desenvolvimento das relações internacionais do país sofreu um considerável incremento, gerando a necessidade de formar profissionais nessas matérias inovadoras na Universidade Portuguesa. Essas necessidades não só se mantêm hoje, como foram ampliadas com o decorrer dos anos e a criação da União Europeia.
Também a fundação da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa), em 1996, uma década depois da nossa adesão à CEE, deu-nos a verdadeira dimensão da importância de Portugal no Mundo, da sua Língua, da sua Cultura, da sua História e, principalmente, da sua mais-valia geoestratégica, enquanto ponto de referência e de comunicação para países de quatro diferentes Continentes, ligados a Portugal por laços indeléveis.
Ciente da importância científica dos estudos superiores universitários nestas matérias, a Universidade Lusófona do Porto criou um 1º Ciclo em Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (EEELRI), com o qual pretende abranger as temáticas das Relações Internacionais, com uma forte especialização nas da União Europeia e da Lusofonia, aqui se incluindo as relações políticas, económicas e comerciais com o Brasil e todos os PALOPS (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa).
O Curso está estruturado em três anos curriculares, encontra-se acreditado pela A3ES, e prepara os seus estudantes e futuros graduados para trabalharem em todas as áreas das Relações Internacionais, Diplomacia, Administração Pública e outras compatíveis com essa formação. Ao longo dos anos já formou um considerável número de profissionais, que se integram em profissões para as quais a sua formação os habilita.

Despacho do curso

Despacho nº 19066/2009, de 17 de agosto, alterado pelo Despacho n.º 7424/2020, de 24 de julho

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado - Deliberação da A3ES

Data de publicação da decisão

29/05/2020

Registo

R/A-Ef 113/2012

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Licenciado |6 Semestres |180 ECTS

Direção do Curso

Prof. Doutor Rui Albuquerque

Secretariado

Dr. Pedro Rito

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se a este ciclo de estudos os que apresentem candidatura através do concurso institucional de acesso e tenham aprovação a uma das seguintes provas de ingresso:

04 Economia
06 Filosofia
11 História
18 Português

Os candidatos podem ainda ingressar através dos regimes de mudança de par instituição/curso ou através de um Concurso Especial, de acordo com as normas legais em vigor (titulares de curso superior, titulares de Curso de Especialização Tecnológica, titulares de Curso Técnico Superior Profissional ou Maiores de 23 anos).
Podem ainda ingressar os candidatos que reúnam as condições previstas no Estatuto do Estudante Internacional.

Requisitos de Graduação

Ter concluido um total de 180 ECTS

Objetivos

A licenciatura em Engenharia Informática procura responder à necessidade local e nacional de formação de profissionais habilitados com competências básicas e avançadas no uso e manipulação de Tecnologias da Comunicação e da Informação (TIC). Num contexto marcado pelo crescimento exponencial dos mecanismos de mediatização da experiência e pela complexificação do número e tipo de dispositivos utilizados na criação e desenvolvimento de aplicativos e soluções de apresentação, manipulação e visionamento de informação, a aquisição de competências que permitam executar e produzir este tipo de aplicativos e conteúdos, revela-se como factor concreto de competitividade e facilitação da inserção no mercado de trabalho dos futuros licenciados.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A licenciatura em Engenharia Informática tem como principal objectivo formar especialistas aptos a manipular e editar informação ao nível conceptual e abstrato, independentemente das realidades físicas que a suportam ou a que dizem respeito. O curso de Engenharia Informática envolve um conjunto de matérias de formação elementar, de base e especializada, que permitem ao futuro profissional atuar com rigor científico e atualidade tecnológica, em domínios que englobam a análise, concepção, modelação, produção, operação e manutenção de aplicativos informáticos, arquiteturas de computadores, aplicativos multimédia e redes.

Estudos Futuros

Os conhecimentos específicos adquiridos na licenciatura irão permitir o desenvolvimento de estudos pós-graduados ou Mestrado (2º ciclo), designadamente o Mestrado em Engenharia de Software e Sistemas de Informação.

Saídas Profissionais

A Licenciatura em Engenharia Informática pretende produzir um perfil profissional do Engenheiro de Software, o qual é caraterizado por especialistas com uma capacidade mais abrangente de compreender e conceber grandes projetos de engenharia informática, liderar equipas de desenvolvimento de projetos em informática e gerir e manter sistemas de informação. O diploma apresenta ainda uma formação profunda em domínios comuns às Engenharias, como a Física e a Matemática, e em domínios específicos da Engenharia Informática, como a Metodologia da Programação, os Sistemas de Informação, as Redes de Comunicações, e a gestão, tanto de sistemas como de projetos.
Os especialistas a formar caracterizar-se-ão, por isso, pela sua formação sólida na área das Tecnologias de Informação, considerando-se como competências essenciais o domínio dos princípios e metodologias da programação, a capacidade de conceber e gerir sistemas de informação, desenhar e manter redes informáticas e sistemas distribuídos, desenhar, manter e analisar a implementação de soluções de bases de dados, manipular informação multimédia, analisar e processar informação matemática a aplicar e a mesma no domínio da computação, e possuir a capacidade para gerir equipas de projeto. Os Licenciados em Engenharia Informática encontrarão situações de emprego na rede Europeia de organismos públicos e privados com necessidades de desenvolvimento, utilização, reorganização e modernização de sistemas de informação, nomeadamente: em empresas vocacionadas para o desenvolvimento e comercialização de soluções baseadas em informática; na integração e chefia de equipas informáticas em grandes empresas dos sectores comerciais, industriais ou dos serviços; em instituições ligadas ao sector público estatal ou privado, em particular na área dos serviços.

Observações

Esta Licenciatura habilita à inscrição na Ordem dos Engenheiros e na Ordem dos Engenheiros Técnicos.

Áreas Científicas

Ciência política e cidadania | Ciências sociais e do comportamento | Humanidades

Plano de Estudos

Despacho nº 19066/2009, de 17 de agosto, alterado pelo Despacho n.º 7424/2020, de 24 de julho
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
História das Ideologias Políticas1º Semestre5
História das Relações Internacionais1º Semestre5
Introdução à Economia1º Semestre5
Introdução ao Direito1º Semestre5
Introdução ao Pensamento Contemporâneo1º Semestre5
Língua I1º Semestre5
Ciência Política2º Semestre5
História da Integração Europeia2º Semestre5
Língua II2º Semestre5
Métodos e Regras de Investigação Científica2º Semestre5
Organizações Internacionais2º Semestre5
Teorias das Relações Internacionais2º Semestre5
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Direito Internacional Público1º Semestre5
História Económica e Social1º Semestre5
Instituições da União Europeia1º Semestre5
Língua III1º Semestre5
Política Internacional1º Semestre5
Sistemas Políticos Constitucionais Comparados1º Semestre5
Demografia e Migrações Internacionais2º Semestre5
Direito Europeu2º Semestre5
Economia Internacional2º Semestre5
Geopolítica e Geoestratégia das Relações Internacionais2º Semestre5
Movimentos Políticos e Sociais2º Semestre5
Políticas da União Europeia2º Semestre5
3.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Coesão Económica e Social e Fundos Europeus1º Semestre5
Conflitos e Segurança Internacionais1º Semestre5
Integração Económica e Monetária da União Europeia1º Semestre5
Princípios e Dimensões da Cidadania na União Europeia1º Semestre5
Relações Internacionais do Espaço Lusófono1º Semestre5
Teorias e Práticas Diplomáticas1º Semestre5
Estudos sobre o Brasil e os Países Africanos2º Semestre5
Estudos sobre o Noroeste Peninsular2º Semestre5
Estudos sobre Timor e os Países Luso-Asiáticos2º Semestre5
Globalização e Comércio Internacional2º Semestre5
Opção2º Semestre5
Socioeconomia Política da CPLP2º Semestre5

Valores

2020/21
Acesso 175 €
Estudantes Internacionais 225 €
Estudantes Internacionais 225 €
Mudança de curso 75 €
Reingresso 75 €
Titulares de curso superior 175 €
2020/21
Matrícula240 €
Seguro Escolar40 €
Inscrição250 €
2020/21
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 292,2 €
Valor por ECTS 9,74 €

A este ciclo de estudos/programa de formação aplicam-se as tabelas de emolumentos em vigor na Universidade Lusófona do Porto para o presente ano letivo