Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Gestão de Risco

Apresentação

Cartografia de Risco.

Redução dos riscos e mitigação dos seus efeitos.

Curso

Engenharia de Proteção Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP928-11809

Disciplinas complementares recomendadas

Geografia e Cartografia.

Riscos Naturais e Ordenamento do Território.

Riscos Tecnológicos e Sociais.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Avaliação de riscos.

2. Cartografia de risco: importância e abrangência no contexto da proteção civil.

i. Riscos nos programas e instrumentos de gestão territorial.

ii. Cartas específicas para a cartografia de risco municipal.

3. Introdução aos SIG para a análise de riscos. Pré-processamento de informação e cálculo de variáveis espaciais.

4. Caso de estudo: Risco de incêndio florestal.

i. Análise de modelos de avaliação do risco de incêndio.

ii. Implementação da metodologia para a elaboração de cartografia de risco apresentada no Guia técnico para a elaboração dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

iii. Cartas de visibilidade, densidade de ignições, cartas de suscetibilidade, probabilidade e perigosidade. Utilização do model builder para otimização de procedimentos.

5. Modelação de riscos tecnológicos e análise de metodologias.

6. Caso de estudo.

Objetivos

Considerando que os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) são instrumentos fundamentais no apoio ao processo de decisão na área dos riscos, pretende-se explorar as suas potencialidades fornecendo aos alunos conhecimentos que lhes permitam:

- Compreender os riscos no contexto das políticas públicas;

- Identificar as grandes orientações internacionais e nacionais no quadro dos instrumentos de gestão de riscos;

- Conceptualizar os problemas e implementar soluções em ambiente SIG;

- Selecionar diferentes tipos de informação geográfica e inseri-la em ambiente SIG, adaptando-a aos diferentes processos de análise espacial;

- Relacionar variáveis espaciais, obter informação derivada e analisar resultados;

- Integrar informação geográfica relativa a fatores condicionantes com vista à avaliação da suscetibilidade à ocorrência de fenómenos perigosos;

- Validar resultados recorrendo a bases de dados consistentes.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas serão teórico-práticas, integrando uma parte expositiva e o desenvolvimento de exercícios de aplicação realizados com base no software QGIS. A avaliação será Contínua, composta por 3 elementos de avaliação: 1º teste (20%), 2º teste (40%), trabalho prático (40%).

Bibliografia principal

  • ANPC (2009) - Guia para a Caracterização de Risco no Âmbito da Elaboração de Planos de Emergência de Proteção Civil, Cadernos Técnicos PROCIV, nº 9, Lisboa.
  • FOTHERINGHAM, S. and ROGERSON, P. (Eds) (2005) - Spatial analysis and GIS, Technical Issues in Geographic Information Systems. Taylor & Francis, 172 p.
  • JULIÃO, R.P. et al. (2009) - Guia metodológico para a produção de cartografia municipal de risco e para a criação de SIG de base municipal. ANPC, DGOTDU, IGP.
  • HAINING, R. (2004) - Spatial Data Analysis: Theory and Practice. Cambridge University Press, 432p.
  • SLOVIC, P. (2007) - The perception of risk. Earthscan: London.
  • WBGU (2000) - World in Transition: Strategies for Managing Global Environmental Risks. Annual Report 1998. German Advisory Council on Global Environmental Change: Germany. (www.wbgu.de/wbgu_jg1998_engl.html)
  • WILSON, J.P. and GALLANT J.C. (Eds.) (2000) - Terrain Analysis Principles and Application, John Wiley & Sons, 479 p.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala