Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Ética e Deontologia Profissional

Apresentação

Abordar de forma breve o conceito filosófico de ética e a sua evolução histórica. Estudar mais em concreto o código deontológico dos engenheiros e as classes de deveres deontológicos. Realçar o papel dos engenheiros na sociedade contemporânea, destacando a importância dos aspetos éticos num sistema social evolutivo e de grande complexidade.

 

Curso

Engenharia de Proteção Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP928-7310

Disciplinas complementares recomendadas

Direito da Proteção Civil

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

 

  1. Ética e deontologia para engenheiros 
    1. O conceito de ética e as suas diferentes conceções

    2. Breve história da filosofia moral;

    3. A organização jurídico-política da sociedade e do estado português;

    4. Profissões de interesse público e deontologia profissional
    5. Génese histórica, natureza jurídica e finalidade da Ordem dos Engenheiros;
    6. Apresentação do Código Deontológico dos Engenheiros;
    7. Ética numa sociedade tecnológica
  2. A engenharia na sociedade contemporânea 
    1. Caraterização da sociedade contemporânea;
    2. O papel dos engenheiros enquanto profissionais essenciais na atual sociedade tecnológica, destacando a importância dos aspetos éticos;
    3. O reforço da visibilidade da profissão de engenheiro e da sua intervenção ativa enquanto reserva ética indispensável na regulação dos poderes sociais
    4. Análise de problemas comuns da vida profissional de um engenheiro.
    5. Whistleblowing: o direito, ou em alguns casos o dever de denúncia motivada por razões éticas.
    6. LIderança ética

Objetivos

Compreender a relação entre ética e direito, enquanto ordens normativas, e destas com a sociabilidade, enquanto característica inerente à condição humana. Compreender genericamente a estrutura de organização política da sociedade portuguesa e o papel do estado na defesa do interesse público subjacente ao exercício de profissões com maiores exigências deontológicas. Proporcionar a abordagem de problemas comuns da vida operacional de um engenheiro, associando-os às questões éticas que se lhes sobrepõem.

 

Metodologias de ensino e avaliação

O ensino será suportado por sessões presenciais de natureza teórico-prática, dedicadas à exposição de matérias. A avaliação será contínua, nos termos do Regulamento de Avaliação atualmente vigente na Universidade Lusófona do Porto, com uma componente que tem em conta a assiduidade e participação nas aulas e dois momentos de avaliação que correspondem à realização de duas frequências. A 1ª Frequência será numa das aulas do meio do semestre e incidirá sobre a matéria dada até à aula anterior. A 2ª Frequência será no último dia de aulas e incidirá sobre toda a matéria dada na cadeira, desde o início das aulas. Ambas as frequências têm a duração máxima de 2 horas, sendo permitida a consulta de apontamentos, bibliografia e legislação e serão classificadas com uma nota de 0 a 20 (F1 e F2), sendo a não comparência ou desistência classificada com 0. A Nota Final será calculada pela seguinte fórmula: NF = 0,3 x F1 + 0,7 x F2.

Bibliografia principal

ANTÓNIO ARNAUT, Ética e Direito, Livraria Mateus, Coimbra, 1999.

ANTÓNIO BARRETO ARCHER, Lições de Ética e Deontologia para Engenheiros, Universidade Lusófona do Porto.

DIOGO FREITAS DO AMARAL, Curso de Direito Administrativo ¿ Volume 1, 2ª edição, Livraria Almedina, 1997.

DIOGO FREITAS DO AMARAL, História do Pensamento Político Ocidental,1ª edição, Livraria Almedina, 2012.

JOSÉ MANUEL DOS SANTOS, Introdução à Ética, 1ª edição, Edições Documenta, 2012.

JOSÉ RAMÓN AYLLÓN, Antropología Filosófica, Editora Ariel, Barcelona, 2011.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

António Barreto Archer

Terça-feira, das 18h00 às 19h00

Professores