Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Auditoria e Peritagem de Segurança

Apresentação

A UC vai dotar o alunos com os conhecimentos necessários para poderem executar auditorais de segurança, bem como procederem à realização de vistorias e inspeções no âmbito da SCIE. A UC encerra o ciclo das UC relacionadas coma SCIE e faz um apanhado e revisão de todas a matérias ministradas anteriormente.

Curso

Engenharia de Proteção Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP928-11813

Disciplinas complementares recomendadas

Português;

Matemática.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

O programa está dividido em duas grandes áreas, na auditoria de segurança a edifícios, principalmente na vertente de segurança contra incêndio, e na peritagem a incidentes e acidentes, principalmente em caso de incêndio e explosão:

 

AUDITORIA E PERITAGEM DE SEGURANÇA EM EDIFÍCIOS

Principais sistemas em edifícios;

Sistemas de proteção e segurança de edifícios;

Instalações industriais;

Edifícios especiais.

 

AUDITORIA DE SEGURANCA

Legislação aplicável;

Atribuições do auditor;

Objetivos de uma auditoria;

Preparação de uma auditoria.

Execução de uma auditoria de segurança;

Medidas corretivas ou compensatórias;

Caracterização e constituição dos relatórios de auditoria.

 

PERITAGEM DE ACIDENTES

Atribuições do perito;

Objetivos de uma peritagem;

Investigação e identificação de causas: recolha e registo de dados, avaliação ou reconstituição de cenários;

Determinação da responsabilidade;

Avaliações;

Caracterização e constituição dos relatórios de peritagem.

Objetivos

Introdução de conceitos fundamentais, métodos e práticas, à luz das principais normas e procedimentos aplicáveis, que determine a aquisição, pelo estudante, de competências e treino especializados no âmbito da auditoria e peritagem de segurança e lhe faculte os instrumentos necessários à progressão nos seus estudos no âmbito do curso e para além dele, bem como componentes de saber essenciais ao exercício da profissão de Engenheiro de Proteção Civil, seja em contexto organizacional seja como profissional independente. Conferindo competências na área da interação comunicacional e da elaboração da documentação associada a processos de auditoria e peritagem de segurança e competências específicas no domínio da auditoria e peritagem de segurança em edifícios. Competências específicas no domínio da elaboração de relatórios de auditoria e peritagem de segurança.

Metodologias de ensino e avaliação

METODOLOGIA:

  • Exposição por parte do docente e discussão com os estudantes, durante as aulas, das matérias previstas, com tratamento de casos de estudo.
  • Estímulo a trabalho a realizar fora da aula pelos estudantes, em particular de pesquisa bibliográfica, com vista a consolidar e complementar os conhecimentos adquiridos.
  • Apoio tutorial do docente ao trabalho do estudante.

AVALIAÇÃO

  • Avaliação contínua (0-20 val), constituída por dois momentos de avaliação: um teste escrito (com peso 50%) e relatório, apresentação e defesa de um trabalho prático (com peso de 50%).

Práticas de inovação pedagógica: o trabalho prático referido constitui parte de um projecto de investigação interdisciplinar comum a esta e mais duas UC do mesmo ano curricular (Planeamento de Emergência e Gestão de Crises e Logistica), com o objetivo de reforçar a interligação os conhecimentos respetivos e dotar o estudante de uma visão transversal e integrada de matérias afim.

 

Bibliografia principal

NFPA: Fire Protection Handbook, 7ª edição, 1991

NFPA: NFPA Inspection Manual, 6ª edição 1989

Decreto-Lei 220/2008, de 12 de Novembro - Regime Jurídico de Segurança Contra Incêndios em Edifícios.

Portaria 1532/2008, de 29 de Dezembro - Regulamento Técnico de Segurança Contra Incêndios em Edifícios.

Compilação legislativa - PROTECAO CIVIL - Autoridade Nacional de Proteção civil, Ministério da Administração Interna, 2008.

Lei n.° 27/2006, de 3 de Julho. Lei de Bases da Proteção Civil

Decreto-Lei n.° 134/2006, de 25 de Julho Sistema Integrado de Operações e Proteção e Socorro

Decreto-Lei n.° 203/2006, de 27 de Outubro Lei Orgânica do Ministério da Administração Interna

Decreto-Lei n.° 75/2007, de 29 de Marco Lei Orgânica da Autoridade Nacional de Proteção civil

Decreto-Lei n.º 73/2013, de 31 de maio, Orgânica da Autoridade Nacional de Proteção Civil

Decreto-Lei n.º 163/2014, de 31 de outubro

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala