Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Semiótica

Apresentação

O estudo dos processos de significação, objeto da Semiologia ou Semiótica, constitui-se como uma área decisiva na compreensão científica dos fenómenos da comunicação e integra há muito os curricula destes cursos. A sua proposta é aliciante já que nos permite tomar consciência de como cada pensamento nosso, por mais íntimo, cada gesto ou comportamento, até aos mais complexos fenómenos culturais onde nos inserimos são, efetivamente, uma forma de produção de sentidos. Todo o mundo da vida, todo o humano, é compreendido por esta disciplina como um fenómeno complexo e fascinante de construção de significações. São elas que cimentam a nossa identidade porque, na perspetiva da semiótica, todas as culturas humanas são respostas e estratégias históricas de construção simbólica de um mundo que faça sentido. 

A aplicação dos seus conceitos a algumas áreas da comunicação, como a publicidade, os media digitais ou o jornalismo é um dos objetivos da nossa proposta para este semestre.

 

 

Curso

Design de Comunicação (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP729-101

Disciplinas complementares recomendadas

Metodologias de Análise da Imagem e Metodologias de Análise do Texto são unidades curriculares complementares.

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

  1.  Introdução
    1. Posição epistemológica da semiótica
      1. Determinação do campo da semiótica: a semiótica como teoria dos signos
      2. Tipos de signo e diferentes classificações
      3. Semiótica e Teorias da Comunicação: informar, comunicar, significar
      4. O projecto Pansemiótico: Semiótica e Culturas 
  2. O signo e a significação na tradição europeia¿
    1. A linguística de Saussure 
      1. Paradigma e Sintagma
      2. Denotação e Conotação
      3. Língua e Fala
      4. Noção de signo: significante e significado
  3. Glossemática de Hjelmslev e proposta semiológica de Barthes
    1. O desenvolvimento da noção de signo: plano da expressão e plano do conteúdo
    2. A Retórica da imagem e o mito segundo Barthes
  4. Laboratório de Semiótica: metodologias de tradição saussuriana
  5. O signo e a significação na tradição anglo-saxónica¿
    1. A semiótica de Peirce e as abordagens contemporâneas
      1. Semiótica e Lógica
      2. Categorias faneroscópicas
      3. A noção triádica de signo
      4. A análise crítica do discurso e a pragmática

Objetivos

 

É objectivo da unidade curricular de Semiótica dar a conhecer os conceitos desta disciplina, enquanto ciência dos signos: seja na forma de instrumentos epistemológicos ínsitos ao campo das ciências da comunicação, seja na sua aplicação particular, habilitando os alunos à prática de diferentes tipos de análise semiótica de objectos de comunicação (publicitários, pictóricos ou fílmicos).

 

Num primeiro plano, pretende-se uma compreensão alargada da questão da significação e da sua posição central na ligação ao mundo que nos rodeia.

 

Num segundo plano, petende-se acompanhar os desenvolvimentos da semiótica contemporânea, exercitando um olhar semiótico e/ou semiológico aplicado, em concreto sobre linguagens e objectos comunicacionais da actualidade.

 

Metodologias de ensino e avaliação

As lições consistirão em: 

a) apresentação geral dos conteúdos enunciados; 

b) desenvolvimentos com leituras e análise de objectos de comunicação; 

c) exercícios de análise e aplicação dos conceitos.

 

A disciplina terá elementos de avaliação distintos: no mínimo, duas a três provas de avaliação escrita, com ponderação equivalente.

Bibliografia principal

Barthes, Roland (1984). Elementos de Semiologia [or. 1953 e 1964]. Lisboa: Edições 70

Cobley, Paul, ed. (2010). The Routledge Companion To Semiotics. Londres: Routledge

FLOCH, Jean-Marie (2001). Semiotics, Marketing and Communication. Beneath the signs, the strategies. Londres: Palgrave Macmillian Edition

KRESS, Gunther (2009). Multimodality. A Social Semiotic Appraoch to Contemporary Communication. London and New York: Routledge

Panofsky, Erwin (1989). O Significado nas Artes Visuais [Meaning in the Visual Arts, 1955]. Lisboa: Editorial Presença

Peirce, Charles Sanders (1990). Semiótica, trad. J. Teixeira Coelho Netto. São Paulo, Brasil: Editora Perspectiva, 2ª edição

Rodrigues, Adriano Duarte (1998). Introdução à Semiótica. Lisboa: Editorial Presença

SANTAELLA, Lucia (2005). Teoria Geral dos Signos, São Paulo: Editora Pioneira

Saussure, Ferdinand de (1992). Curso de Linguística Geral (or. 1916). Lisboa: Publicações Dom Quixote

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Teresa Mendes Flores

Quarta-feira, 11:30-12:30

Gabinetes do Espaço Professor