Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Desenho I

Apresentação

O estudante, ao dominar os conceitos e as abordagens técnicas e instrumentais explicitadas nos objetivos e programa da unidade curricular, ficará habilitado para registar gráfica e plasticamente qualquer tipo de situação visual

Curso

Design de Comunicação (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP729-65

Disciplinas complementares recomendadas

Introdução às Técnicas de Desenho

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Desenho de memória e desenho do natural; as imagens do desenho; o que vemos, o que sabemos e o que desenhamos; sensores visuais, percepção e cognição; desenho à vista e à mão levantada; imagem perceptiva e representação gráfica; as máquinas de desenho e a fotografia; desenho de valores tonais e desenho de contorno.

O Diário Gráfico; a intuição versus a razão: desenho diagramático e desenho medido; o desenho com disciplina; tamanho e distância; proporção e escala; especificidades e competências operativas do esquisso, do esboço e do estudo (detalhe); contorno e dintorno; a ausência da linha: a mancha direta e os valores tonais

Os instrumentos e os suportes; meios secos e meios líquidos; os meios de representação: sistemas e não sistemas; análise estrutural do volume: abordagem planar, modelar e tonal.

Variantes expressivas (trabalhar em função do tempo).

 

Objetivos

A unidade curricular Desenho I, ao promover a observação da realidade, a sua representação e a reflexão sobre as imagens produzidas, tem como objetivos:

  • desenvolver a observação e acuidade perceptiva relativamente aos diferentes modos de desenhar;

  • promover a destreza na manipulação de diferentes instrumentos e técnicas do desenho;

  • criar condições para que o estudante assuma o ato de desenhar e projetar com saber, agilidade e segurança;

  • desenvolver competências de entendimento, domínio e capacidade de seleção dos diferentes modos de desenhar em função dos objetivos delineados;

  • conhecer, dominar e saber aplicar as terminologias básicas do desenho.

Metodologias de ensino e avaliação

O programa é constituído por módulos não estanques desenvolvidos através de exercícios práticos. Serão dadas sessões teóricas destinadas a apresentar os fundamentos teóricos dos exercícios práticos, os temas e exemplos.

Privilegia-se o contacto entre o docente e o aluno, sujeitos comprometidos na interação de saberes e de expectativas, de questões e de respostas.

A avaliação é contínua, implicando a presença sistemática dos alunos a todas as aulas e considera-se como limite para a obtenção de frequência pelo menos a participação a 70% das aulas dadas.

O último momento de avaliação será a 29.junho.2021

O Exame de Recurso, destinado aos estudantes com nota negativa (inferior a 10 valores) ou para estudantes que pretendam fazer melhoria de nota, é constituído por exercícios práticos.

Bibliografia principal

Bowen, Ron (1992). Drawing masterclass. The Slade School of Fine Art. Boston, Toronto, London: Bulfinch Press Book.

Edwards, Betty (1994). Aprender a dibujar cone el lado derecho del cérebro (Drawing on the right side of the brain). Barcelona: Urano.

Gombrich, E. H. (1996). Art & Illusion, A study in the psychology of pictorial representation (18th edition). London: Phaidon Press Limited.

Hale, Robert Beverly (1969). Drawing lessons from the great masters. New York: Watson-Guptil Publications.

Hockney, David (2006). Secret Knowledge (New and Expanded Edition): Rediscovering the Lost Techniques of the Old Masters.Thames & Hudson.

Nicolaides, Kimon (1969). The Natural way to Draw, Boston: Houghton Mifflin Company.

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala