Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Práticas Fotográficas

Apresentação

A imagem em contextos criativos e de comunicação.

A fotografia artística e os géneros de fotografia.

Composição e análise das imagens fotográficas.

Da conceção à realização de um projeto fotográfico.

A câmara fotográfica, as suas funções e potencialidades.

Captação de imagem com diferentes tipos câmaras

Desenvolver as capacidades de observação e identificação das variáveis fotográficas necessárias para realização de uma fotografia.

Compreender e aplicar princípios básicos de composição, nomeadamente a adaptação de distâncias focais de objetivas a objetivos precisos, a visualização de objetos e pessoas, analisando as imagens em função do seu efeito no observador. Entender a composição fotográfica como uma operação num plano bidimensional (com sugestão de tridimensionalidade) e aprender a trabalhar com os elementos estruturais da linguagem visual. Fundamentos da imagem digital; conceitos e práticas. Criação de projetos fotográficos: reportagem fotográfica ou projeto temático

Curso

Comunicação Audiovisual e Multimédia (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP728-10509

Disciplinas complementares recomendadas

História e Teoria da Fotografia

Operações de Camera e Video

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Os alunos ficam habilitados a analisar e criticar imagens fotográficas, a reconhecer as principais técnicas de execução de imagens, o campo de conhecimento e estética em que estas se enquadram e aos quais se destinam.

Ficam igualmente habilitados a iniciar um projecto fotográfico que suporte uma narrativa literária, artística, documental ou jornalística, enquadrando-se nas demais disciplinas criativas do curso. Na criação de um ambiente prático, iremos mergulhar sobre as propriedades e as características da fotografia em todas as suas vertentes, e descobrir o porquê de reagir de uma forma a nível técnico ¿ perceber o motivo das várias possibilidades de escolha de opções a tomar. Justificar o porquê de a técnica estar ao nosso serviço dessa forma. Iremos então enumerar algumas características do digital em estúdio.

Objetivos

Os principais objectivos desta UC são, que o(a) aluno(a):

Obtenha capacidade de análise e crítica de imagens fotográficas.

Adquira conhecimentos para situar uma imagem num determinado contexto sócio-temporal, económico e ideológico. Que adquira as competências técnicas para poder realizar um projecto fotográfico.

Na sua evolução no semestre que vá obter os conhecimento básicos para a realização e apresentação de um trabalho prático de investigação fotográfica analógica e digital. Aprofundar a observação apoiada. Explorar processos e instrumentos de forma criativa. Chama-se a atenção que o domínio dos equipamentos tem íntima ligação com uma estruturação mental que tem na sua base o conhecimento pela experimentação e pelo estudo. Adquirir e desenvolver competências gerais em fotografia de estúdio. Desenvolver formas individualizadas de comunicação visual sustentadas no meio fotográfico. Aprofundar a utilização do meio fotográfico no sentido conferir sentido na ¿construção¿ da imagem.

Metodologias de ensino e avaliação

A avaliação é contínua e contempla elementos de avaliação tais como: participação, interesse, e realização de trabalhos de investigação realizada fora da aula.O aluno apresentará uma proposta de realização de um projeto artístico individual assente numa pesquisa temática.

A vertente digital a realização do programa baseia-se na explanação dos vários conteúdos em aula e na execução de exercícios em estúdio.

A avaliação consiste na realização de trabalhos práticos a realizar ao longo do semestre com data específicas para apresentação. Haverá dois modulos: Modulo Teorico e de explanação conceptual da Fotografia dado pelo Prof. Dr. João Sousa Cardoso. Modulo Prático de criação de um portfolio individual dado pelo Prof. Marco Ferreira. Avaliação faz-se de 0 a 20 em cada modulo, fazendo no final a média de ambos. Passagem é com 10 valores. Presença em pelo menos 70% das aulas. A assiduidade não é avaliada. A ultima opção é o exame de recurso: exercício prático com peso de 20 Valores

Bibliografia principal

Amar, Pierre-Jean. História da Fotografia. Edições 70. Lisboa. 2001.

Barthes, Roland. A Câmara Clara. Edições 70,  Lisboa, 2009.

Bauret, Gabriel. A Fotografia: história, estilos, tendências, aplicações. Edições 70, Lisboa, 2000.

Benjamin, Walter. Discursos Interrumpidos I. Ed. Taurus. Madrid, 1989.

Frade, Pedro. Figuras do espanto. A fotografia antes da sua cultura. Porto, Asa, 1992.

Freund, Gisèle. Fotografia e sociedade. Lisboa, Vega, 1995.

Frizot, Michel. A New History of Photography. Verlag Köneman. Colónia, 1998.

Langford, Michael. Fotografia Básica. Dinalivro. Lisboa, 1996.

Misselbeck, Reinhold. Fotografia do Século XX. Taschen, 2008. Livro de bolso.

Sena, António. Uma História de Fotografia. Lisboa, Imprensa Nacional, 1991.

Sena, António. História da Imagem Fotográfica em Portugal ¿ 1839-1997. Porto, Porto Editora, 1998.

Siza, M. Teresa; Weiermair, P. Livro de viagens. Fotografia Portuguesa 1854-1997. Edition Stemmle, 1997.

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

Marco Ferreira

17.30 - 18.30 / Terça-Feira

Gab. Audiovisual