Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Introdução ao Pensamento Contemporâneo

Curso

Ciências de Engenharia Aeroespacial

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 60

Código

ULP1393-117

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1-A Génese do Pensamento contemporâneo
2. Pensamento político moderno Maquiavel e o Príncipe; Hobbes e o Leviathan
3. Grandes pensadores da viragem do Antigo Regime para o mundo Contemporâneo: Os exemplos de Locke e Rousseau;
4. Revolução Industrial, socialismo utópico e socialismo científico;
5. De Adam Smith a Milton Friedman. As mudanças do pensamento económico
6. A Globalização: a revolução da sociedade da Informação e o cosmopolitismo .

Objetivos

Adquirir conhecimentos históricos e desenvolver a atitude crítica relativamente aos modelos teóricos de compreensão da realidade social
Adquirir conhecimentos de caráter interdisciplinar que permitam aos estudantes obter instrumentos para uma melhor compreensão da sociedade atual.
Incutir nos estudantes práticas de investigação sobre pensadores contemporâneos, de forma a construírem progressivamente uma bagagem cultural adequada aos desafios desta UC e de uma aprendizagem ao longo da vida

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Identificar as teorias que explicam o mundo atual;
Apreender a tomar decisões em enquadramento social e político;
Perceber o contexto de desenvolvimento do pensamento contemporâneo .
Desenvolver um trabalho prático e colaborativo, com recurso a uma investigação orientada, análise e síntese de artigos científicos

Metodologias de ensino e avaliação

As metodologias de ensino incluem: aulas de natureza expositiva, discussão de textos dos grandes pensadores e elaboração/apresentação de trabalhos de pesquisa bibliográfica realizados individualmente e em trabalho colaborativo. Os estudantes optam por uma das seguintes modalidades de avaliação:
1. Avaliação contínua em regime presencial: uma frequência (50 %) e um trabalho de pesquisa bibliográfica com componente escrita e oral (30% + 20%);
2. Avaliação final consiste na realização de um exame escrito que incidirá sobre as componentes teórica e teórico-prática, pelo que serão selecionados para objeto de avaliação um conjunto de artigos discutidos em sala de aula. Este critério é extensivo aos exames de todas as épocas de avaliação.

Bibliografia principal

Amaral, D. F. (2012). História do Pensamento Político Ocidental. Coimbra: Almedina.
Foucault, M. (2005). A Arqueologia do Saber. Coimbra: Almedina
Fukuyama, F. (1992). O Fim da História. Lisboa: Circulo dos Leitores.
Giddens, A. (1997). As consequências da Modernidade. Lisboa:Celta.
Kilcullen, J (ed.) Medieval Political Philosophy, The Stanford Encyclopedia of Philosophy, Edward N. Zalta (ed.).
Neves, F. (2007). Introdução ao Pensamento Contemporâneo. Lisboa: Edições Lusófonas
Prélot, Marcel e Georges Lescuyer (2001). Histoire da Idées Politiques, (14ª ed.) Paris: Dalloz.
Schwanitz, D. (2004). Cultura: tudo o que é preciso saber. Lisboa: D. Quixote
Vignaux, P. (1994). A Filosofia na Idade Média Lisboa: Presença.