Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Teoria do Estado

Apresentação

Esta UC visa proporcionar a compreensão e o conhecimento da realidade subjacente ao conceito de Estado, das diferentes formas e categorias de Estados, dos fins que o Estado prossegue e das funções que exerce, da estrutura do seu aparelho de poder, bem como da interação do Estado com o sistema político nacional. Pretende-se ainda que os alunos reflitam sobre a pertinência da visão clássica do papel e fins do Estado face aos imperativos da conjuntura atual, onde proliferam os atores, bem como as incertezas sobre a(s) fronteira(s) da intervenção do estado.

Curso

Ciência Política e Estudos Eleitorais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP618-11944

Disciplinas complementares recomendadas

N/A

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. O Sistema Internacional

2. Conceito, origem e formação do Estado

3. O Poder ao serviço do Estado

3.1. Definindo o poder 

3.2. O Hard Power

3.3. O Soft Power como instrumento de política externa

3.4. O Smart Power

3.5. O poder do pequeno Estado

3.6. Realismo e poder


4. Formas e categorias dos Estados
5. Os fins e as funções do Estado
6. A responsabilidade social do Estado
7. A estrutura do aparelho de poder dos Estados
8. O Estado e o Sistema Político

9. O jogo de dois níveis: política doméstica vs política externa

10. O Estado face ao Sistema Internacional

10.1. Bilateralismo

10.2. Multilateralismo

10.3. Multilateralismo à la carte

11. A Globalização e suas consequências

11.1. Novos atores

11.2. Soberania: que fronteiras?

11.3. O estado pós-vestefaliano

Objetivos

Esta UC visa incutir nos estudantes o interesse pela compreensão das realidades e dinâmicas inerentes à natureza, funcionamento e afirmação do poder da comunidade politicamente organizada - o Estado.

Mais especificamente, esta UC pretende:

1- Analisar criticamente os conceitos de Estado, Nação, Poder e Sistema Internacional

2- Identificar os atores que moldam a política doméstica do Estado, bem como os atores internacionais estatais e não-estatais

3- Examinar e avaliar a pertinência do modelo vestefaliano para a compreensão da idiossincrasia do Estado na era da aldeia global

4- .Descrever e interpretar os fins e as funções do Estado, o seu aparelho de poder, bem como o seu sistema político.

5- Demonstrar uma leitura crítica acerca das sinergias entre o plano doméstico e o plano externo de intervenção do Estado, bem como acerca do instrumentos de política externa do Estado

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas baseiam-se, fundamentalmente, na exposição, debate e aprofundamento dos conteúdos programáticos. No sentido de garantir um acompanhamento adequado dos conteúdos, procurar-se-á fomentar a participação ativa dos alunos através da análise e debate em torno de trabalhos (individuais) sobre os temas lecionados nas aulas, contribuindo assim para consolidar práticas de inovação pedagógica.  A avaliação contínua compreeende:

Teste escrito (50%); um trabalho escrito de pesquisa (25%) + apresentação individual (25%) .

Bibliografia principal

Cravinho, J. (2002). Visões do mundo: as relações internacionais e o Mundo Contemporâneo. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.

Fernandes, A. (2012). Introdução à Ciência Política: teorias, métodos e temáticas. 3ª edição. Porto Editora.

Lara, A. (1991). Elementos de Ciência Política. Rio de Mouro: Edições Pedro Ferreira.

Horário de Atendimento

Atendimento mediante marcação prévia com o docente