Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Sistema Político Português

Apresentação

A UC de sistema politico portugues apresenta-se como fundamental na avaliação da licenciatura em Ciência Poltica e Estudos Eleitorais na medida em que analisa o funcionamento do referido sistema nas suas mais variadas vertentes, desde os protagonistas politicos individuais até aos partidos politicos e os sistemas eleitorais.

Curso

Ciência Política e Estudos Eleitorais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Código

ULP618-5735

Disciplinas complementares recomendadas

Partidos Políticos e Sistemas Eleitorais

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Conceito, características e funcionamento de um sistema político.

2. Sistema político, regime político e sistema de governo.

3. Análise das variáveis integrantes do sistema político português.

3.1 As formas do Estado Português: a) Quanto à relação Estado-Nação; b) Quanto à estrutura vertical do poder; c) Quanto à atitude que adota e às atividades que desenvolve; d) Quanto aos fundamentos e à organização do poder político.

3.2. Os regimes políticos e os sistemas de governo que vigoraram em Portugal.

3.3. Os partidos políticos e os sistemas partidários em Portugal.

3.4. Os sistemas eleitorais e os direitos de cidadania em Portugal.

3.5. Os grupos de interesses, de pressão e parapolíticos em Portugal.

3.6. Interações: sistema político, sistema de partidos e sistema eleitoral em Portugal

Objetivos

Proporcionar a compreensão e o conhecimento do Sistema Político Português, designadamente a estrutura do Estado, o regime político e o sistema de governo, os partidos políticos e os sistemas partidários, o sistema eleitoral e os direitos de cidadania e dos grupos de interesse, de pressão e parapolíticos.
Preparar os licenciados em Ciência Política e Estudos Eleitorais para conhecerem de forma rigorosa e aprofundada o sistema político portuguê

Metodologias de ensino e avaliação

Práticas de inovação pedagógica : Aulas presenciais com exposição teórica e debate participado com os alunos sobre o conteúdo do programa e utilização de trabalho prático apoiado na bibliografia disponível.
As exposições serão apoiadas pela bibliografia indicada, visando estimular o interesse e a pesquisa por parte dos alunos.
A avaliação incidirá sobre o controle analítico dos conteúdos programáticos será continua ou com exame de recurso de acordo com o Regulamento de Avaliação da ULP.
A avaliação continua prevê dois testes e um trabalho escrito individual que terá de ser defendido oralmente. O trabalho escrito tem por finalidade promover competências ao nível da investigação, elaboração e apresentação de estudos. A que se acresce a participação em aula ao longo do semestre.
Cada momento de avaliação recebe a classificação de 0 a 20 valores.
O peso de cada momento de avaliação será o seguinte:
Testes 60%
Trabalho 30%
Participação em aula 10%.
Da média obtida resulta a classificação final.

 

Bibliografia principal

  • Caetano, M. (1971). História Breve das Constituições Portuguesas. Lisboa: Editorial Verbo.

  • Fernandes, A. J. (1991). Os sistemas político-constitucionais português e espanhol (análise comparativa). Lisboa, Europa-América.

  • Freire, A. et all. (2012). O sistema político português, séculos XIX-XXI. Coimbra: Almedina.

  • Garcia, J. M. (1984). História de Portugal ( 2ª edição). Lisboa: Presença.

  • Marques, A.H. (1975). A primeira República portuguesa- alguns aspetos estruturais. Lisboa: Livros Horizonte.

  • Marques, A.H. (1997). História de Portugal ( II vol. - 4ª edição). Porto: Porto Editora.

     

 

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala

 António Manuel Lopes Tavares

Sextas-feiras às 09:30

Gabinete da FDCP