Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Psicologia Aplicada II

Apresentação

Com a presente UC pretende-se proporcionar aos estudantes o contacto com os domínios de especialização em Psicologia Escolar e Psicologia da Justiça, atendendo à relevância deste conhecimento para uma transição informada para um 2º Ciclo de Estudos.

Curso

Psicologia (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Código

ULP608-22189

Disciplinas complementares recomendadas

Laboratório de Competências Éticas e Deontológicas em Psicologia 

Laboratório de Competências de Observação 

Psicologia da Educação 

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

PSIC. ESCOLAR

CP1. Caracterização

1.1 Conceptualização e Evolução Histórica

1.2 Desenvolvimento e Profissionalização da área em Portugal 

CP2. O papel do Psicólogo em Contexto Escolar

2.1 Perfil de competências: técnicas, éticas e humanas

2.2 Âmbitos e modalidades de actuação

CP3. Problemáticas mais frequentes em contexto escolar

3.1 Ensino-Aprendizagem, (In)disciplina, Necessidades Específicas, Competências Sociais e Emocionais, Decisão Vocacional

CP4. Psicologia Escolar em contextos não-tradicionais 

PSIC. JUSTIÇA

CP5. Caracterização

1.1. Conceptualização e Evolução Histórica

1.2. Definição e especificidades da Psicologia Forense

CP6. O papel do Psicólogo em contextos da PJ

2.1 Perfil de competências: técnicas, éticas e humanas

2.2 Âmbitos e modalidades de actuação

CP7. Contextos de aplicação e de investigação na área da PJ

CP8. Interseções entre PE e PJ: A promoção de escolas socialmente resilientes

Objetivos

PSIC. ESCOLAR

OA1 Enquadrar a PE no domínio científico da Psicologia Aplicada, atendendo a especificidades conceptuais e epistemológicas

OA2 Conhecer e analisar criticamente o perfil de competências do/a Psicólogo/a Escolar; OA3 Identificar os âmbitos e modalidades de actuação em PE

OA4 Aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo do Ciclo de Estudos à análise de problemáticas frequentes em contexto escolar

PSIC. JUSTIÇA

OA5 Enquadrar a Psicologia da Justiça (PJ) no domínio científico da Psicologia Aplicada, atendendo a especificidades conceptuais e epistemológicas

OA6 Conhecer e analisar criticamente o perfil de competências do/a Psicólogo/a da Justiça

OA7 Reconhecer as especificidades inerentes à PJ e, mais especificamente, à Psicologia Forense OA8 Reconhecer os contextos de aplicação e de investigação no domínio da PJ

OA9 Conhecer as intersecções práticas e contributos concetuais recíprocos entre os domínios da Psicologia Escolar e da Psicologia da Justiça

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologias e práticas de inovação pedagógica: exposição participada (ME1); atividades de pesquisa e análise crítica de literatura científica (ME2); trabalho autónomo de revisão crítica de literatura (ME3) e trabalho de campo (ME4); orientação tutorial e feedback docente (ME5).

A UC adota Avaliação Contínua (AC) e independência de avaliação das componentes teórica e prática. Cada componente integra instrumentos de avaliação específicos (Avaliação: Instrumentos e Parâmetros de Avaliação). É obrigatória classificação não inferior a 9.5 em ambas as componentes para aprovação. Estudantes sem aprovação podem submeter-se a exame na época recurso, mas apenas se tiverem comparecido a pelo menos um dos elementos de AC. Os estudantes podem aprovar a uma das componentes e conservar essa nota, sendo-lhes exigido que realizem exame de recurso correspondente à componente sem aprovação em AC; nota final considerará a ponderação prevista para cada componente.

 

Bibliografia principal

Bartol,C. & Bartol, A.(2014). Introduction to Forensic Psychology: Research and Application. NY: Sage Fonseca, A.C. (2009). Psicologia e justiça. Coimbra: Almedina

Gilman, R.C. (Ed.) (2018). School Psychology. Quarterly: APA

Manita, C. & Machado, C. (2012). A Psicologia Forense em Portugal. Análise Psicológica, XXX (1-2), 15-32 Mendes, S.A., Abreu-Lima, I. & Almeida, L. (2013). Psicólogos Escolares em Portugal: caracterização profissional. Psicologia, Educação e Cultura, 17(1), 190-208

Merrell, K., Ervin, R.A. & Peacok, G.G. (2012). School Psychology for the 21st Century. NY: Guilford

Shriberg, D., Song, SY., Miranda, A.H., Radliff, K.M. (2013) (Ed.s). School Psychology and Social Justice. NY: Routledge

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala