Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

História Económica e Social

Curso

Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 45

Código

ULP290-210

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1º Bloco temático: A História Económica e Social na confluência com as outras ciências sociais
O lugar da história no conhecimento social
A «revolução» historiográfica introduzida pelos Annales
A concepção braudeliana da longa duração e a Nova História
Evolução, perspectivas e linhas de força da História Económica e Social
2º Bloco temático: Economia e Sociedade no Portugal do Antigo Regime
Caracterização do período histórico denominado "Antigo Regime"
A estrutura económica dos séculos XVII e XVIII: agricultura, manufacturas, o grande comércio colonial.
O processo de industrialização
Características essenciais da sociedade portuguesa do "Antigo Regime"
A Sociedade de Ordens
- Ascensão da Burguesia e a sua ligação às actividades económicas.
A crise do Antigo Regime
A implantação do Liberalismo
Sociedade e Economia no Portugal Oitocentista (condicionantes históricas e principais linhas de força).
O século XX: a Grande Depressão e as soluções de combate à crise.

Objetivos

Saber inserir a História Económica e Social no contexto do conhecimento histórico.
Compreender a Economia e Sociedade do Antigo Regime à Contemporaneidade.
Entender os problemas da actualidade como um processo de evolução e mutação ao longo do tempo.
Contextualizar a evolução económica e social de Portugal.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Competência de sistematização de conhecimentos sobre a história económica e social do Antigo Regime ao Liberalismo
Competência de análise crítica sobre os factos económicos e sociais
Competência de abordagem temática em investigação histórica
Competência de discernir acerca da importância da História Económica e Social dentro do conhecimento histórico

Metodologias de ensino e avaliação

O método é teórico-prático. Baseia-se na apresentação e exposição dos conteúdos programáticos, recorrendo, quando for pertinente, à leitura e análise de textos, de modo a promover a participação dos alunos na discussão crítica das questões apresentadas. A avaliação é contínua e é constituída por dois testes (valendo 30% cada um) e um trabalho escrito e defendido oralmente (correspondendo a 30%), a que se acresce a participação nas aulas ao longo do semestre (10%). Cada momento de avaliação recebe a classificação de 0 a 20 valores, e da média obtida resulta a classificação final. O estudante fica aprovado se, na ponderação total destes elementos, obtiver classificação igual ou superior a 10 (dez) valores.

Bibliografia principal

Boxer, C.R. (2011). O Império Colonial Português, 1415-1825. Lisboa: Edições 70.
Braudel, F. (1992). Civilização material, economia e capitalismo, séculos XV-XVIII.V. 1 e 2. Lisboa:Teorema.
Cardoso, J.L. (1998). O pensamento económico em Port. nos finais do século XVIII. Lisboa: Editorial Estampa.
Cipolla, C.M. (2000)). História Económica da Europa pré-industrial. Lisboa: Ed. 70.
Clark, G. (2008). Um Adeus às Esmolas. Uma Breve História Económica do Mundo. Ed. Bizâncio.
Godinho, V. M. (2011). Problematizar a Sociedade. Lisboa: Quetzal.
Léon, P. (1983-84). História Económica e Social do Mundo. Lisboa: Sá da Costa.
Mata, M.E.; Valério, N. (2002). História Económica de Portugal. Lisboa: Presença.
Mendes, J.A. (1993). História Económica e Social dos séculos XV a XX. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Taborda, C. (1994). O Mosteiro de Ganfei - Propriedade, Produção e Rendas durante o Antigo Regime. Lisboa: Fragmentos.