Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

História das Ideologias Políticas

Curso

Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 45

Código

ULP290-14758

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Ideologia ou Ciência das Ideias: Antoine-Louis-Claude Destutt, o conde de Tracy
2. Ideologias políticas como formas explicativas da relação entre o homem, a sociedade, o poder e a organização social e política
3. Tipos e modelos de organização política desde a antiguidade aos nossos dias
4. Teoria Geral do Estado
5. Constituição política, do século XVIII aos nossos dias
6. Constitucionalismo em Portugal e Estado de Direito: de 1820 a 1976
7. As Revoluções Atlânticas (Inglesa, Americana e Francesa)
8. Classificação (possível) das ideologias políticas
a. Estatismo e totalitarismos;
b. Anarquismos;
c. Liberalismos;
d. Democracia-Cristã;
e. Conservadorismo;
f. Socialismos;
g. Social-Democracia;
h. Comunismo;
i. Nacionalismo;
j. Fascismos.
9. A importância da Economia no pensamento ideológico contemporâneo.

Objetivos

Pretende-se promover a compreensão e o conhecimento das Ideologias Políticas. Assim, o estudante deverá compreender como as ideologias políticas influenciam e ilustram a afirmação do poder e como explicam a relação entre o homem, a sociedade, o poder a organização social e política.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Através do desenvolvimento programático desta unidade curricular visa-se dotar os estudantes de conhecimentos indispensáveis para a compreensão dos temas que integram o programa, desenvolvendo o espírito analítico e crítico, que lhes permita melhor conhecer a política na evolução da humanidade.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas presenciais teórico-práticas baseiam-se, fundamentalmente, na exposição, debate e aprofundamento dos conteúdos programáticos. No sentido de garantir um acompanhamento adequado dos conteúdos procurar-se-á fomentar a participação ativa dos alunos através da análise e discussão de textos de apoio sobre os temas do programa. Avaliação semestral é contínua ou final. Avaliação Contínua é constituída por dois testes, com a ponderação de 50% cada. Avaliação Final compreende uma prova escrita de exame final, com a ponderação de 100%.

Bibliografia principal

Amaral, D. F. (2012). História do Pensamento Político ocidental. Coimbra: Almedina.
Amaral, D. F. (2010). História das Ideias Políticas. Coimbra: Almedina.
Ebenstein, W. (1974). ¿4 ismos em foco¿, 2ºed. Porto: Brasília Ed.
Fernandes, A. J. (2012). Introdução à Ciência Política, 3ªEd. Porto: Porto Editora.
Goodwin. B. (1997). El uso de las ideas políticas. Barcelona: Península.
Guedes, A. M. (1981). Ideologias e Sistemas Políticos. Lisboa.
Macridis, R. & Hulliung, M. (1998). As ideologias políticas contemporâneas. Madrid: Alianza Editorial.
Prélot, M. (2001). As doutrinas políticas, 2vols. Lisboa: Ed. Presença.
Touchard, J. (1993). História das Ideias Políticas, 4vols. Lisboa: Pub. Europa-América.
Rosas, J. C. ; Ferreira, R. (Org.) (2014). Ideologias Políticas Contemporâneas. Coimbra: Almedina.
Livros específicos de teóricos do pensamento político.