Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Estudos sobre o Noroeste Peninsular

Curso

Estudos Europeus, Estudos Lusófonos e Relações Internacionais (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 45

Código

ULP290-14770

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Primórdios do Noroeste Peninsular
1.1. A formação da Galécia

2. Identificação cultural e social
2.1. O galego-português como língua histórica
2.2. A separação linguística
2.3. A reaproximação contemporânea e a polémica em torno do isolacionismo ou reintegracionismo linguístico

3. Regionalismo galego
3.1. Evolução histórica
3.2. O movimento reintegracionista e a sua aproximação a Portugal
3.3. A visão portuguesa sobre os galegos
3.4. A integração europeia como fator de aproximação ou afastamento entre Portugal e a Galiza?

4. Cooperação transfronteiriça na euro-região Galiza-Norte de Portugal
4.1. Potencialidades e dificuldades de relacionamento
4.2. Papel das organizações na cooperação transfronteiriça:
4.2.1. A comunidade do Trabalho Galiza- Norte de Portugal
4.2.2. A Associação de cidades da Galiza e Norte de Portugal
4.2.3. Eixo Atlântico do Noroeste Peninsulares

5. Relações económicas Portugal Galiza

6. A criação de uma região do Noroeste Peninsular?

Objetivos

Esta U.C pretende:
Fomentar a compreensão critica da diversidade histórica e geográfica das sociedades humanas.
Tomar consciência das identidades e especificidades das diversas comunidades a que pertence e da importância dessas heranças.
Entender o noroeste peninsular dentro do contexto da Lusofonia.
Formação do aluno numa nova realidade lusófona, europeia e internacional, em que o contexto de estado-nação coexiste com o de região-nação.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Conhecimento das questões de delimitação de uma identidade noroeste-peninsular, historicamente demarcada.
Conhecimento de alguns eixos de proximidade social e económica no noroeste-peninsular
Conhecimento dos agentes económicos e culturais do noroeste peninsular
Conhecimento e capacidade para construir parcerias colaborativas

Metodologias de ensino e avaliação

O método é teórico-prático. Baseia-se na apresentação e exposição dos conteúdos programáticos, recorrendo, quando for pertinente, à leitura e análise de textos, de modo a promover a participação dos alunos na discussão crítica das questões apresentadas. A avaliação é contínua e é constituída por dois testes (valendo 25% cada um) e um trabalho escrito e defendido oralmente (correspondendo a 40%), a que se acresce a participação nas aulas ao longo do semestre (10%). Cada momento de avaliação recebe a classificação de 0 a 20 valores, e da média obtida resulta a classificação final. O estudante fica aprovado se, na ponderação total destes elementos, obtiver classificação igual ou superior a 10 (dez).

Bibliografia principal

Barreiro Mallón, B., Astray, M. (2008). Historia da Galiza. Lisboa: Ed.Silabo.
Castro, L. (2004). A Europa e a fronteira luso-galaica: história e reencontro. In As Euro-Regiões e o futuro da Europa. Ed.Eixo Atlântico, pp.3-52.
Durão, C. (2008). Síntese do Reintegracionismo Contemporâneo. Boletim da Academia Galega
de Língua Portuguesa, nº1. Padrão: Ed.A.G.L.P., pp. 35-56.
Fraga Iribarne, M. (1992). Galiza e a região Norte de Portugal no Arco Atlântico. In O Arco Atlântico, pp.447-470.
Gellner, E.(1993). Nações e Nacionalismos. Lisboa: Ed.Gradiva.
Hobsbawm, E.(1991). Nações e Nacionalismos desde 1780.São Paulo: Ed. Terra e Paz.
Rodrigues, C.(1997). Galiza Portugal ¿ uma só nação. Lisboa: Nova Arrancada.
Venade, N. (2004). Galiza-Norte de Portugal: a euro-região necessária. In As Euro-regiões e o futuro da Europa. Ed. Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular.