Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Investigação Operacional

Curso

Engenharia Civil (ULP)

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 60

Código

ULP730-81

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Modalidade de Ensino

Face-a-face

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Metodologia da investigação operacional
1.1. Origens, natureza e aplicações da IO.
1.2. Técnicas matemáticas áreas de aplicação.
1.3. O problema da decisão.
1.4. Problemas de optimização.
2. Optimização linear.
2.1. Programação linear.
2.1.1. Formulação de modelos.
2.1.2. Representação gráfica.
2.2. Algoritmo Simplex.
2.3. Análise de sensibilidade.
2.4. Interpretação económica.
3. Casos particulares de programação linear.
3.1. Problema de transportes.
3.1.1. Método do mínimo da matriz de custos.
3.1.2. Optimização método de Vogel.
3.2. Problema de afectação de recursos.
3.2.1. Algoritmo Húngaro.
3.2.2. Casos particulares
4. Modelos em rede.
4.1. Terminologia.
4.2. Problema do caminho mais curto. Algoritmo de Ford.
4.3. Problema da árvore geradora mínima. Algoritmo de Kruskal.
4.4. Problema do Fluxo Máximo. Algoritmo de Ford-Fulkerson.

Objetivos

Capacidade de estruturação de problemas de tomada de decisão através da optimização de recursos escassos.
Capacidade de utilização de técnicas e de procedimentos de Investigação Operacional na resolução de problemas de tomada de decisão.
Domínio da programação linear e dos modelos em rede.
Resolução de modelos de optimização por métodos automáticos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Capacidade de estruturação de problemas de tomada de decisão através da optimização de recursos escassos.
Capacidade de utilização de técnicas e de procedimentos de Investigação Operacional na resolução de problemas de tomada de decisão.
Domínio da programação linear e dos modelos em rede.
Resolução de modelos de optimização por métodos automáticos.

Metodologias de ensino e avaliação

A exposição da matéria é efectuada apelando à participação activa dos alunos. São apresentados exemplos concretos e os estudantes são convidados a analisarem os conceitos envolvidos nos exemplos, surgindo, de modo natural, as definições e respectivas proposições. São apresentados exemplos e contra-exemplos ilustrativos quer
dos conceitos quer dos resultados.
Nas aulas teórica-práticas, os alunos são convidados a analisar e a resolver problemas envolvendo os conceitos apresentados nas aulas teóricas. Os alunos são encorajados a experimentar várias estratégias de resolução, permitindo deste modo que aluno utilize o erro de forma construtiva.
Avaliação contínua: 3 mini-testes, realizados ao longo do semestre (40%) e uma prova escrita, realizada no final do semestre (60%).
Exame final: prova escrita (100%).

Bibliografia principal

Introduction to Operations Research, Fredenck S. Hillier/Geraíd J. Lieberman. 6th ed., McGRAW-HILL
INTERNATIONAL EDITIONS, 1995
Investigação Operacional, L. Valadares Tavares, R. Oliveira, I. H. Themido e F. Nunes Correia, McGRAW-HILL, 1996