Estudantes Brasileiros

Portugal está esperando por você!

Se é estudante brasileiro e quer ser aluno da Universidade Lusófona do Porto num curso de graduação pode apresentar a sua candidatura através do Concurso para Estudantes Internacionais. O Concurso para Estudantes Internacionais aplica-se a alunos não residentes da União Europeia que pretendam frequentar um curso de Graduação em Portugal. Neste concurso o seu ENEM é aceite!

Caso queira cursar um curso de pós (stricto senso - mestrado ou doutorado) pode fazer a sua candidatura como aluno titular de um curso superior. Portugal está esperando por você!

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Informações fraudulentas sobre oferta de Cursos da Universidade Lusófona no Brasil

Sendo do Conhecimento da Universidade Lusófona que diversas instituições estão a anunciar no Brasil a oferta de cursos desta instituição ao abrigo de supostas parcerias, vimos por este meio informar desconhecer por completo qualquer uma dessas ofertas não podendo de forma nenhuma, a Universidade Lusófona, ser responsabilizada por qualquer informação veiculada por esses anúncios ou através de entidades terceiras que não os próprios serviços da Universidade. Qualquer candidato Brasileiro interessado na oferta educativa da Universidade Lusófona deverá contactar diretamente os serviços da Universidade para obter qualquer informação ou esclarecimento.

Parcerias Fidedignas
EDUPORTUGAL
FAP - Faculdade Paraíso
FMS - Faculdade Mário Schenberg
FCGB - Faculdade de Ciêncais Gerenciais da Bahia

Processo Seletivo para Graduação

Se é aluno brasileiro e quer ser nosso aluno de graduação/licenciatura pode apresentar a sua candidatura através do Concurso para Estudantes Internacionais.

O Concurso para Estudantes Internacionais aplica-se a alunos não residentes da União Europeia que ainda não tenham de curso superior, que pretendam frequentar um Curso de Graduação ou Mestrado Integrado.

Em casos de Dupla Nacionalidade Portuguesa, não é possível concorrer através do presente Regime.

Existem duas formas de Ingressar através do Regime de Estudante Internacional:

  • Utilizando o ENEM ou
  • Através de uma Prova de Ingresso Interna, realizada na nossa Universidade, destinada aos estudantes que não sejam portugueses e que não tenham realizado uma Prova de Ingresso ao Ensino Superior português.

Com ENEM


Para a candidatura à Universidade Lusófona será válido todo o ENEM no qual os candidatos tenham obtido uma classificação igual ou superior a 95 pontos, numa escala de 0-200. Segue abaixo passo a passo para que o candidato possa efetuar a conversão da sua classificação:

Informação sobre as Provas ENEM

Os alunos com Exame Nacional do Ensino Médio ENEM (Brasil) válidos ou que tenham realizado as provas nacionais de ingresso para titulares do ensino secundário português ficam dispensados da realização das provas internas. Consulte as provas nacionais necessárias na página do curso para o qual se pretende candidatar.


Candidatar-me com ENEM

Calendário

Calendário de candidatura para o Concurso especial de acesso e ingresso para estudantes internacionais 2019-20
DatasDivulgação dos resultados
4 a 31 maio 2019 *25 junho 2019
1 a 28 junho 2019 *22 julho 2019
29 junho a 30 agosto 2019 *23 setembro 2019
31 agosto a 27 setembro 2019 *21 outubro 2019

* - Vagas sobrantes

Provas de ingresso obtidas através do Exame Nacional do Ensino Médio

Baixar arquivo de equivalências de provas ENEM em pdf

baixar

Equivalência da prova ENEM

O acesso aos cursos de 1º ciclo (graduação) é realizado com a classificação do ENEM. A escala de classificação portuguesa funciona de 0-200 e a do ENEM de 0-1000.  

Para efeitos de seriação, a conversão das classificações faz-se dividindo a nota obtida no ENEM por 5 (cinco).

Cálculo da nota de candidatura para alunos com ENEM válido (conversão para escala de notas portuguesa):
Nota Final = Somatório das várias componente do ENEM * Ponderação * 200/1000

Exemplo:
Candidatura ao mestrado Integrado em Arquitetura.

Elementos da Prova ENEM Classificação Ponderação Nota Ponderada
LING 630 40% 252
MAT 500 40% 200
RED 960 20% 192
Somatório das classificações ponderadas 644
Nota Final 128.8

Nota Final  = (LING*40% + MAT*40% + RED*20%) * 200 / 1000
= (630*40% + 500*40% + 960*20%) * 200 / 1000
= 128.8

Nota: mínima final de candidatura: 95 pontos

Dúvidas e Questões?

Sem ENEM


Se não tiver feito o ENEM é necessário realizar uma prova de ingresso interna e nesse caso deve guiar-se pelo Calendário de Candidaturas e Realização de Provas, aplicável ao ano letivo 2019/2020 e deverão verificar no curso ao qual se pretendem candidatar quais as provas de ingresso necessárias.

Baixar arquivo de equivalências de provas ENEM em pdf

baixar

Candidatar-me sem ENEM


1 - Calendário de candidaturas e provas


Fases de Candidatura para Estudantes Internacionais 2019-20

Calendário de candidatura para o Concurso especial de acesso e ingresso para estudantes internacionais 2019-20
DatasProvas internasDivulgação dos resultados
30 março a 3 maio 2019 *13 a 17 maio 201927 maio 2019
4 a 31 maio 2019 *3 a 7 junho 201925 junho 2019
1 a 28 junho 2019 *8 a 12 julho 201922 julho 2019
29 junho a 30 agosto 2019 *9 a 13 setembro 201923 setembro 2019
31 agosto a 27 setembro 2019 *7 a 11 outubro 201921 outubro 2019

Caso existam vagas sobrantes serão definidas novas fases de candidaturas. RECLAMAÇÕES: Num prazo de 48 horas após divulgação dos resultados.

Calendarização das provas por Fases

A 3ª, 5ª e 6ª fases serão também realizadas no Brasil na Faculdade Paraíso no Rio de Janeiro e na Faculdade Mário Schenberg em São Paulo

1ª Fase (de 11 a 15 março/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química11 março de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais12 março de 201915.00h
Português14 março de 201915.00h
Matemática15 março de 201915.00h
2ª Fase (de 8 a 12 abril/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química8 abril de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais9 abril de 201915.00h
Português11 abril de 201915.00h
Matemática12 abril de 201915.00h
3ª Fase (de 13 a 17 maio/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química13 maio de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais14 maio de 201915.00h
Português16 maio de 201915.00h
Matemática17 maio de 201915.00h
4ª Fase (de 3 a 7 junho/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química3 junho de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais4 junho de 201915.00h
Português6 junho de 201915.00h
Matemática7 junho de 201915.00h
5ª Fase (de 8 a 12 julho/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química8 julho de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais9 julho de 201915.00h
Português11 julho de 201915.00h
Matemática12 julho de 201915.00h
6ª Fase (de 9 a 13 setembro/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química9 setembro de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais10 setembro de 201915.00h
Português12 setembro de 201915.00h
Matemática13 setembro de 201915.00h
7ª Fase (de 7 a 11 outubro/2019)
ProvaDataHora
Biologia e Geologia e Física e Química7 outubro de 201915.00h
Matemática Aplicada às Ciências Sociais8 outubro de 201915.00h
Português10 outubro de 201915.00h
Matemática11 outubro de 201915.00h

Documentos

  • Diploma devem ser autenticados pelo Consulado Português no país emitente ou, se for caso disso, apostilados, nos termos da Convenção de Haia e traduzidos para a língua portuguesa por tradutor ajuramentado quando estiverem elaborados em língua diferente da portuguesa, espanhola, francesa ou inglesa;
  • Deve constar nos diplomas e certificados, obrigatoriamente, a escala de classificação e a classificação final obtida no programa de ensino bem como que confere aos estudantes internacionais o direito de se poder candidatar e poder ingressar no ensino superior no país em que foi conferido
  • Ficha ENES, no caso de serem titulares do ensino secundário (Ensino Médio) português;
  • Documentação exigida pela legislação aplicável, no caso de serem titulares de habilitação legalmente equivalente ao ensino secundário (Ensino Médio);
  • Uma fotografia tipo 3x4;
  • Documento de identificação pessoal (RG ou CPF) exigida pela legislação portuguesa (original e fotocópia) e ainda declaração de compromisso de entrega posterior de Autorização de Residência (que será solicitar quando chegar a Portugal).

Preços

Os estudantes brasileiros beneficiem da mesma tabela de propinas que todos os outros alunos, excepto no emolumento de específico de candidatura com grau estrangeiro. Consulte a página com os diferentes valores por curso.

Lembre-se que em Portugal mensalidade = propina e taxas = emolumentos.

Acesso a Mestrado e Doutorado

Os titulares de cursos superiores de instituições de ensino superior não portuguesas podem concorrer a cursos de Mestrado ou Doutoramento na Universidade Lusófona para o ano letivo 2019/2020.

Os estudantes que não têm nacionalidade portuguesa para se candidatar a programas de mestrado e /ou doutoramento devem cumprir os seguintes requisitos:

  • Ser possuidor de um curso de graduação/licenciatura (para candidatos a mestrado) ou de mestrado (para candidatos a doutoramento);
  • Entregar o Diploma de curso e o histórico escolar reconhecidos pela representação diplomática ou consular portuguesa existente no seu país de origem e traduzidos por tradutor oficial (exceto documentos em Espanhol, Francês e Inglês).

Candidatar-me a Mestrado Candidatar-me a Doutoramento

Consultar a lista de mestrados na Universidade Lusófona
Consultar lista de doutoramentos na Universidade Lusófona

Documentos para Mestrado e Doutorado

Mestrados

Documentação a entregar:

  • Fotografia 3x4;
  • Cópia do passaporte;
  • Diploma de Graduação (*);
  • Histórico Escolar de Graduação/Licenciatura (*);
  • Curriculum Vitae, datado e assinado;

Doutoramentos

Documentação a entregar:

  • Fotografia 3x4
  • Cópia do passaporte
  • Diploma do Mestrado (*)
  • Histórico Escolar do mestrado (*)
  • Curriculum Vitae, datado e assinado;
  • Pré-Projeto de Tese.

(*) reconhecidos pela representação diplomática ou consular portuguesa existente nesse país e traduzidos por tradutor oficial (exceto documentos em Espanhol, Francês e Inglês).

Preços

O estudantes brasileiros pagam o mesmo valor que todos os outros alunos. Consulte a página com os diferentes valores por curso

A propina deve ser paga até ao dia 8 de cada mês, no caso de dia 8 ser no fim-de-semana ou feriado, a data limite de pagamento passa para o dia útil seguinte.

  • No 1º ciclo/licenciatura e 3º ciclo/doutoramento a propina é paga de setembro a julho.
  • No 2º ciclo/mestrado a propina é paga de setembro a agosto.

Modalidades de pagamento da candidatura:

  • Transferência bancária - comprovativo deve ser enviado, juntamente com o nº de aluno para tesouraria@ulp.pt.
  • Multibanco ou numerário - no balcão da Tesouraria.
  • Cheque - deve ser entregue no balção da Tesouraria à ordem de COFAC, crl.
  • Referência multibanco
  • Cartão de crédito VISA - dados disponíveis após submissão do formulário de Candidatura
  • PayPal (apenas para Candidaturas e Cursos Livres) - dados disponíveis após submissão do formulário de Candidatura

Qualquer dúvida relativa a pagamentos deve ser exposta à Tesouraria através do email tesouraria@ulp.pt

Antes de partir para Portugal

Certifique-se que tem os seguintes documentos:

  • Passaporte ou documento de identificação estrangeiro;
  • Visto para estudar em Portugal
  • Declaração de compromisso de entrega posterior de autorização de residência;
  • Documento comprovativo da conclusão do ensino secundário ou equivalente;
  • Alojamento em apartamento particular ou residência acordada com a Escola;
  • Seguro de saúde escolar e/ou internacional;
  • Moeda utilizada em Portugal - Euro

Custo de vida

Os preços dos bens em geral são menos elevados que no resto da Europa. O salário mínimo nacional é de 580€. O preço médio de uma refeição num restaurante é de 10/15 €.

Alojamento/Residências

A ULP em parceria com a Santa Casa de Misericórdia do Porto (SCMP) dispõe de alojamento para estudantes. Saber mais

Diplomas e Certificados

Os diplomas e certificados têm de evidenciar as circunstâncias da sua emissão de forma fidedigna e devem ser autenticados pelo Consulado Português no país emitente ou, se for caso disso, apostilados, nos termos da Convenção de Haia e traduzidos para a língua portuguesa por tradutor ajuramentado quando estiverem elaborados em língua diferente da portuguesa, espanhola, francesa ou inglesa.

Dos diplomas e certificados referidos no nº 1 do Regulamento tem de constar, obrigatoriamente, a escala de classificação e a classificação final obtida no programa de ensino bem como que confere aos estudantes internacionais o direito de se poder candidatar e poder ingressar no ensino superior no país em que foi conferido.

Vistos para Estudar em Portugal para Estudantes Brasileiros

Após apresentação de candidatura e pagamento das taxas (de candidatura e da Declaração de Concessão de Visto) deve dirigir-se à Embaixada de Portugal em Brasília ou ao Consulado português mais perto da sua área de residência.

Na página do Serviço de Estrangeiros e Fronteira (SEF) encontra todas as informações sobre o Visto de residência para estudo e a documentação que terá que apresentar.

Depois de chegar a Portugal, o seu visto, que terá validade de 120 dias, terá que ser substituído por uma Autorização de Residência, para esse efeito deverá dirigir-se ao SEF até um mês antes do termo de validade do mesmo e apresentar uma Declaração de Matrícula na Universidade Lusófona.

Na posse da sua Autorização de Residência, desde que solicite permissão ao SEF, o estudante poderá estudar e trabalhar durante o período de residência no país.

Se é aluno brasileiro e quer ser nosso aluno de graduação/licenciatura pode apresentar a sua candidatura através do Concurso para Estudantes Internacionais.

O Concurso para Estudantes Internacionais aplica-se a alunos não residentes da União Europeia que ainda não tenham de curso superior, que pretendam frequentar um Curso de Graduação ou Mestrado Integrado.

Não são abrangidos pela definição de estudante internacional os estudantes que:

  1. Os nacionais de um Estado membro da União Europeia;
  2. Os familiares de portugueses ou de nacionais de um Estado membro da União Europeia, independentemente da sua nacionalidade;
  3. Os que não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia e não estando abrangidos pela alínea anterior, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 1 de janeiro do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
  4. Os que sejam beneficiários, em 1 de janeiro do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, de estatuto de igualdade de direitos e deveres atribuídos ao abrigo de tratado internacional outorgado entre o Estado Português e o Estado de que são nacionais;
  5. Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto -Lei n.º 393 -A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto -Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro.

Em casos de Dupla Nacionalidade Portuguesa, não é possível concorrer através do presente Regime.

Existem duas formas de Ingressar através do Regime de Estudante Internacional:

  • Utilizando o ENEM ou
  • Através de uma Prova de Ingresso Interna, realizada na nossa Universidade, destinada aos estudantes que não sejam portugueses e que não tenham realizado uma Prova de Ingresso ao Ensino Superior português.

Concurso Especial de acesso e ingresso para estudantes internacionais - 2019-20

download

Adenda - Concurso Especial de acesso e ingresso para estudantes internacionais

download