Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Media, Ativismos e Culturas Cívicas

Apresentação

Esta UC pretende dotar os estudantes de conhecimentos que articulam o campo dos media e as culturas cívicas, com enfoque nos novos media digitais, mas sem esquecer as multiplataformas e a implementação da ação no quotidiano. Este conhecimento deve ser profundamente teórico e também alicerçado em progressos científicos recentes.

Curso

Comunicação e Ativismos

Grau|Semestres|ECTS

| Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Código

ULP1963-22473

Disciplinas complementares recomendadas

Methodologies

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1.  Contexto histórico recente

- Transformação do século XX: da ação política tradicional à emergência da ação cívica dos cidadãos

- Reconceptualizações na viragem para o século XXI

- Modelo de Peter Dahlgren: conhecimento, valores, confiança, espaços, práticas e identidades.

2. Culturas cívicas e internet

- Novos ativismos

- Rituais cívicos

- Democracia e mundos virtuais

- Formas de deliberação?

- Cultura participatória

- Participação e o político 

- Promoção da cultura de produção e engajamento dos cidadãos

3. Horizontalidade da internet?

- "Digital devide" e ativismo cívico

- On/off: ação cívica em circuito da vida 

4. Ativismos, mudança e desenvolvimento

- Participação como um projeto de mudança

- A voz de diferentes geografias

- Ativismo e cultura cívica para a mudança

5. Media, ativismos e culturas cívicas

- Perspetivas, dilemas e (des)ilusões

Objetivos

Os estudantes devem ser capazes de:

  1. Compreender a fundamentação histórica recente que implica a ação cívica em movimento entre uma conceptualização mais convencional e uma mais alargada. 
  2. Compreender a relevância do pensamento sobre as culturas cívicas, a Internet e os meios digitais, que criaram possibilidades de ação cívica por emanação dos cidadãos. 
  3. Compreender e problematizar conhecimentos sobre as possibilidades reais da Internet, que muitas vezes desafiam a sua horizontalidade. 
  4. Compreender e identificar perspetivas aprofundadas de ação, como os ativismos, a conceptualização da mudança e do desenvolvimento, todas de relevância em todo o contexto de ação cívica mais aprofundada. 

 

Metodologias de ensino e avaliação

Tratando-se de uma UC teórica, os métodos de ensino baseiam-se na exposição teórica dos principais temas programáticos, estimulando a sua discussão em aula e, em paralelo, a leitura aprofundada dos textos fundamentais propostos. Além destas metodologias, também serão usados vídeos (sobretudo TED Talks e também de blogues conceituados, como Confessions of an aca-fan de Henry Jenkins) alusivos a este campo de estudo e feitos convites a especialistas na área para participarem em aulas abertas.  A qualidade da participação representa 10% da avaliação final, constituindo o trabalho teórico final (de 15-20 páginas) os restantes 90%.

 

Bibliografia principal

Almond, G. A., & Verba, S. (1989). The Civic Culture - Political Attitudes and Democracy in Five Nations. Newbury Park, Londres e Nova Deli: Sage Publications. 

Brites, M. J. (2015). Jovens e culturas cívicas: Por entre formas de consumo noticioso e de participação. Covilhã: LabCom Books.

Dahlberg, L. (2001). The internet and the democratic discourse: Exploring the prospects of online deliberative forums extending the public sphere. Information, Communication & Society, 4(4), 615¿633. 

Dahlgren, P. (2009). Media and Political Engagement: Citizens, Communication, and Democracy. Camb.: Cambridge U. Press. 

Jenkins, H. (2006). Convergence Culture: Where Old and New Media Collide. N. Iorque e Londres: N. York University Press

Mouffe, C. (2005). On the Political (Thinking in Action). Londres e Nova Iorque: Routledge. 

Tufte, T. (2017). Communication and social change: A citizen perspective. Cambri., UK: Polity Press

Horário de Atendimento

Nome do docente  

Horário de atendimento

Sala