Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Uma perspetiva sobre o comum

A decorrer no âmbito do Ciclo de Conferências - Do Comum

Conferência

Data

Teatro Rivoli

10 Dezembro 2019

Nos grandes momentos em que a história entra em convulsão, revelando a crise profunda que a atravessa, ganha premência a questão do comum. Na época planetária em que as soluções históricas aparecem como crescentemente inviáveis, senão mesmo perversas, como se verifica no delírio nacionalista, estamos de novo confrontados com o impulso para o comum. Trata-se de fundamentar este impulso, que nenhuma ontologia justifica a não ser a da lei das coisas, a sua variação, refutação ou reinvenção. De facto, encontramos um fundamento material para o comum; ao mesmo tempo que se produzia a propriedade, os bens e as particularidades, ia-se instalando uma certa produtividade que excedeu sempre o particular e o privado. Tudo o que é particular emerge da combinação das forças humanas, da peculiar potência da vida em comum, a qual só é pensável na relação à produtividade da "Physis", da natureza. Sempre essa potência foi dominada por formas que a enfraqueceram e diferiram. Existem hoje novas condições para pensar o problema, o que passa por reavaliar as clivagens onde se potencia o comum e se respeita a singularidade daqueles que, como diz dizia Bataille "fazem parte da comunidade dos sem comunidade", que existe nas malhas da territorialidade contemporânea, preparando o futuro da sua vinda.

Orador

José Bragança de Miranda

José A. Bragança de Miranda é doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa (1990), com agregação em «Teoria da Cultura» (2000) na mesma Universidade. Actualmente é Professor Associado do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Nova de Lisboa, colaborando desde 1992 como professor catedrático convidado na Universidade Lusófona de Lisboa. Tem lecionado nas áreas da Teoria da Cultura e das Artes Contemporâneas, da Teoria dos Media e da Cibercultura. É investigador do Instituto de Comunicação da NOVA (ICNOVA). É autor de vários livros, a saber: Analítica da Actualidade, Teoria da Cultura, Corpo e Imagem, Política e Modernidade, entre outros.