Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

Gestão e Tratamento de Águas Residuais

Visita técnica online à ETAR de Febros

Webinar

Data

-

Professora Doutora Cândida Manuel
cmmanuel@ulp.pt

13 Maio 2020

Inscrição
Gratuita e obrigatória. Inscreva-se aqui.

Será enviado posteriormente um link para assistir ao evento e um certificado de participação.

Resumo
O aumento da população, a sua concentração em aglomerados populacionais e o aumento exponencial da produção e consumo de bens levou a um correspondente aumento da produção de resíduos e de águas residuais, que começaram por ter um destino final à escala local (deposição ou utilização para outros fins, como a fertilização de terrenos).

No entanto, com o aumento da quantidade e com a alteração das características dos resíduos e das águas residuais, a capacidade de depuração do meio começou a não ser suficiente, originando problemas de poluição das massas de água e dos solos, com riscos para a qualidade ambiental e para a saúde humana.

Surgiu então a necessidade de criar meios para minimizar essas situações, garantindo um acesso universal e equitativo a água potável e segura, saneamento e condições de higiene, essenciais para a salvaguarda dos ecossistemas e da qualidade de vida das populações. É neste contexto que as Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) desempenham hoje um papel fundamental na nossa sociedade.

Nesta sessão vamos conhecer uma destas instalações.

Orador
André Moreira, ULP
André Moreira trabalha na área do ambiente desde 2005, no setor do tratamento de águas residuais, como técnico de operação de uma ETAR. É também estudante do segundo ano da Licenciatura em Engenharia do Ambiente na Faculdade de Ciências Naturais, Engenharias e Tecnologias da Universidade Lusófona do Porto.

Moderador
Rui Boaventura, ULP
Rui Boaventura é doutorado em Engenharia Química (Ramo Poluição) e licenciado em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). É professor na Licenciatura em Engenharia do Ambiente na Universidade Lusófona do Porto. De 1979 até 2010 seguiu a carreira docente de investigador, tendo atingido a categoria de Investigador Principal da FEUP. Foi docente em diversas disciplinas dos cursos de Engenharia do Ambiente (licenciatura, mestrado, mestrado integrado e programa doutoral) na área dos recursos hídricos e tratamentos de efluentes líquidos, entre outras.