Universidade Lusófona do Porto

Ética, jornalismo e situações-limite: a cobertura televisiva da tragédia de Pedrógão Grande

A cobertura jornalística de situações-limite, tem vindo a ser objeto de um questionamento de caráter essencialmente ético.

Aula Aberta

Data

Universidade Lusófona do Porto

13 Novembro 2017

A cobertura jornalística de situações-limite, ou situações de tragédia como as que Portugal viveu no Verão de 2017, tem vindo a ser objeto de um questionamento de caráter essencialmente ético.
Nesta aula aberta de Ética e Responsabilidade Social dos Media teremos a oportunidade de conhecer e interpelar o modo como dois jovens jornalistas da RTP, o repórter José António Pereira e o repórter de imagem Filipe Valente, se viram confrontados com a urgência da tomada de decisões, muitas vezes sob a pressão do direto, nas horas e dias que se seguiram à tragédia de Pedrógão Grande, na qual morreram 64 pessoas. O trabalho dos dois jornalistas foi, então, altamente referenciado, por ter conseguido, em condições de extrema dificuldade, manter um elevado nível de respeito ético e deontológico pelas pessoas e pela situação reportadas.

Com a presença de:

José António Pereira

RTP | Repórter

Filipe Valente

RTP | Repórter de Imagem