Contacto WhatsApp 961135355

Universidade Lusófona do Porto

A Noiva Cadáver

Sessão de cineclube na qual será exibido o filme de Tim Burton

Exposição

Data

Sala Nobre

Ana Pereira
takeup.ulp@ulp.pt

10 Abril 2019

Sinopse
Numa pequena vila vitoriana, reprimida e melancólica, no século XIX, prepara-se o casamento de dois jovens tímidos que ainda nem se conhecem. Victor (voz de Johnny Depp) é filho de Nell e William Dort, um casal que enriqueceu com a indústria das conservas de peixe e aspira a ascender, apesar da sua falta de classe, à alta sociedade. Victoria (voz de Emily Watson) é filha de Mandeline e Finis Everglot, aristocratas de boas famílias, cheios de classe, bom nome e posição social, mas sem um tusto. Para contentar ambos os casais, os Dort e os Everglot resolvem casar Victor e Victoria. E apesar da timidez e contra todas as expectativas, Victor e Victoria apaixonam-se. Mas no ensaio do casamento, Victor atrapalha-se durante os votos e o padre manda-o decorar o texto. Victor embrenha-se então na floresta enquanto vai ensaiando os votos e quando já sabe tudo de cor enfia a aliança numa raiz de árvore. É então que uma bela noiva cadáver (voz de Helena Bonham-Carter) assassinada surge da terra para reclamar o seu noivo e arrasta Victor para a Terra dos Mortos. No entanto, apesar dos mortos serem bem mais divertidos e animados que os vivos, Victor só pensa em fugir da Terra dos Mortos e voltar para os braços da sua noiva Victoria.

Notas
"A Noiva Cadáver" de Tim Burton, é um filme visualmente deslumbrante, porém tenro. O brilho deste filme está na aceitação das suas personagens. A Noiva Cadáver, chamada Emily, é uma personagem simpática, não assustadora, e Bonham Carter capta maravilhosamente uma mulher cujos sonhos foram destruídos e, no entanto, simplesmente, anseia por se libertar dessa experiência. Os três personagens centrais, Emily, Victor e Victoria são todos personagens simpáticos e autênticos, apanhados numa situação bastante estranha que apenas Tim Burton poderia realmente apresentar.
De muitas maneiras, "A Noiva Cadáver" apresenta-se como poesia. Burton costuma contentar-se em permitir que as imagens visuais contenham a história, em vez de pesar o filme com excessivas subdivisões ou excessivo diálogo. Esta abordagem só ocasionalmente fica aquém, e "A noiva Cadáver" acaba fluindo maravilhosamente bem com um design de produção impressionante, animação impressionante em stop-motion e uma trilha sonora constantemente animada, muitas vezes divertida, de Danny Elfman.