Universidade Lusófona do Porto

Arquiteto Paulo Mendes da Rocha recebe Doutoramento Honoris Causa

O arquiteto brasileiro salientou a "aliança e aproximação de Portugal e Brasil".

Os motivos da celebração a 23 de Maio de 2017 prendiam-se com a atribuição do Doutoramento Honoris Causa ao Arquiteto Paulo Mendes da Rocha. O arquiteto brasileiro salientou a "aliança e aproximação de Portugal e Brasil", pois "a Pátria mãe é a língua portuguesa".

O arquiteto nasceu em 1928 e com 90 anos é hoje uma referência na Arquitetura, auxiliado pelo Prémio Pritzker Architectural Prize que recebeu em 2006, distinção esta que se caracteriza pela mais importante e internacional na Arquitetura.

A Reitora da Universidade Lusófona do Porto, Professora Doutor Isabel Babo Lança, afirmou que A universidade é um "espaço de pensamento e de conhecimento, de exame crítico das ideias e de experimentação e compete-lhe ser interlocutora ativa na comunidade em que se insere. Tão relevante quanto o ensino, a investigação, a disseminação do saber e a formação científica e humana - que são a espinha dorsal da universidade - há, indiscutivelmente, um desígnio que defendemos com convicção que é a vivência de um espaço de debate livre, multicultural, humanístico e de extensão à comunidade."


O Sr. Administrador Adjunto da Universidade Lusófona do Porto, Professor Doutor Manuel José Damásio, enalteceu a "celebração da Arquitetura nos países onde se fala a língua portuguesa", salientando que a Instituição não é só uma "reunião do ensino, mas também assente em reflexão e investigação num só espaço", referindo-se não só ao Universo Lusófona como também ao Arquiteto Paulo Mendes da Rocha (ler Alocução da Ex.ma Sra. Reitora da Universidade Lusófona do Porto).

Maria Inês Moreira